21 de abr de 2009

Projeto Comprador Fashion Business

Oportunidade para 50 empresas brasileiras de moda participarem do Fashion Business, evento que acontece paralelo ao Fashion Rio 2009.

Com a recente aprovação do Projeto Comprador, a FIRJAN e a CNI, através do Programa Al-Invest, proporcionarão a participação de 50 empresas brasileiras de moda no Fashion Business. Serão selecionadas 20 empresas para exposição de produtos em espaço conjunto de 100m², e 30 empresas para visitação, acesso aos compradores internacionais presentes no evento e participação em todas as atividades de capacitação em produto e moda antes e durante o evento.

O Fashion Business se consolida como o principal núcleo de compradores internacionais da América Latina. Somados a presença média de 80 compradores internacionais por edição, outros 15 compradores serão selecionados, focados nos perfil dos expositores, totalizando um expressivo número de oportunidades de contatos internacionais. Esses compradores selecionados virão ao evento subsidiados pelo projeto, tornando a ação imprescindível para as empresas que querem exportar e acessar novos e diversificados mercados.

Para participar é necessário o envio da Ficha de Inscrição devidamente preenchida até do dia 28 de Abril de 2009. As empresas interessadas em expor devem ainda enviar um catálogo da coleção primavera/verão e, se possível, uma peça dessa coleção.

Investimento: inscrição gratuita.

Mais informações pelo e-mail eurocentro@fiergs.org.br ou através do telefone (51) 3347-8675.

Não deixe de participar, será uma excelente oportunidade para expandir seus negócios no exterior!



Read more!

Encontro de Negócios de Construção Civil Brasil-Austrália

A Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), através do Centro Internacional de Negócios do Rio Grande do Sul, em parceria com o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, através da Secretaria de Desenvolvimento e Assuntos Internacionais (SEDAI), convidam para o Encontro de Negócios de Construção Civil Brasil-Austrália no dia 06 de maio de 2009.

A ação tem por objetivo propiciar aos empresários gaúchos do segmento da Contrução Civil (Construção Civil e Planejamento Urbano) oportunidades de negócios com integrantes de uma comitiva de empresários australianos, cuja vinda está sendo organizada pelo Governo da Austrália.

Programação:
9h - Abertura
9h20 - Apresentação das empresas australianas e suas potencialidades
10h - Apresentação das empresas gaúchas e suas potencialidades

Local: Centro de Eventos FIERGS − Salas D2-209 e 210
Avenida Assis Brasil, 8787 − Porto Alegre

Confira o perfil das empresas australianas no arquivo abaixo para download.

Inscrição pelo email cin@fiergs.org.br até o dia 30 de abril de 2009.

Mais informações pelo email cin@fiergs.org.br ou pelo telefone (51) 3347-8675.

Inscrições gratuitas. Vagas limitadas.



Read more!

NOVA POLÔNIA NA NOVA EUROPA

"Oportunidades de negócios em meio à crise mundial"

Objetivo: Apresentar as oportunidades de negócios e as vantagens oferecidas pela Polônia às empresas brasileiras que desejam se expandir no mercado europeu.

Público alvo: Empresários, investidores, consultores e profissionais em geral, das áreas de Comércio Exterior e Relações Internacionais.

Horário: das 16h às 18h30
Local: Centro de Eventos FIERGS - Sala D1-100
Avenida Assis Brasil, 8787 - Porto Alegre/RS

Programa:

15h40 Recepção
16h Solenidade de abertura
Representante da FIERGS e Embaixador da Polônia no Brasil, Jacek Junosza Kisielewski.
16h15 Palestra: Nova Polônia na Nova Europa, oportunidades de negócios em meio à crise mundial.
Chefe do departamento de Promoção Comercial e Investimentos da Embaixada da Polônia no Brasil, Piotr Maj.
17h15 Espaço para perguntas
17h30 Coquetel de encerramento

Mais informações pelo telefone 51 3347.8675 ou e-mail cin@fiergs.org.br



Read more!

Expoarroz

A Expoarroz reunirá todos os elos da cadeia produtiva do arroz, como bem resume o slogan "do campo à mesa". Tendo por local o amplo Centro de Eventos, em área coberta de 22.000m², com extensa área para exposição outdoor e 5.000 vagas para estacionamento, produtores agrícolas, industriais, pesquisadores, fornecedores de máquinas, equipamentos, serviços, sementes e defensivos, além dos demais players da cadeia produtiva do arroz discutirão o presente e o futuro da orizicultura em nível global.

A Rodada Internacional de Negócios: a recente conquista do Brasil da condição de expressivo exportador de arroz torna importante não só a discussão em profundidade, desse tema, mas sobretudo da grande conveniência de viabilizar o contato direto de exportadores e importadores de arroz. Compradores de diversos países e beneficiadores de arroz estarão reunidos, durante a Expoarroz 2009. O Estado do Rio Grande do Sul, que produz 8 milhões de toneladas métricas/ano, tem como objetivo direcionar 10% desta produção para o mercado externo.

As Rodadas acontecerão no dia 07 de maio das 14h às 18h30min.

Contatos:
cin@fiergs.org.br
Fone: 51 3347 8675


Read more!

FIERGS participa de acordo de cooperação internacional

A Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), a Secretaria de Ciência e Tecnologia (SCT) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Sul (Sebrae-RS) assinaram, nesta terça-feira (14) um acordo de cooperação técnica, com o objetivo de viabilizar a internacionalização de ações da Rede Petro/RS. Participaram o presidente da FIERGS, Paulo Tigre; o secretário da Ciência e Tecnologia, Artur Lorentz; e o diretor superintendente do Sebrae-RS, Marcelo de Carvalho Lopes. "Temos de acelerar o trabalho em conjunto com a secretaria na área de energia e petróleo", destacou Tigre.

Segundo Lorentz, acordos de cooperação semelhantes ao assinado com a FIERGS servem para ampliar a abrangência de iniciativas como a Rede Petro/RS, que busca desenvolver tecnologia no Estado adequada às necessidades das empresas do setor de petróleo, gás natural, energia e mineração.

Para que as ações ente FIERGS, SCT e Sebrae-RS possam ser desenvolvidas, será formada uma comissão executiva, com um representante de cada uma das entidades. A primeira atividade efetiva em função será a participação de 10 empresas na missão à Feira de Hannover, entre 17 a 26 de abril. Além disso, o acerto contempla três atividades dentro do Projeto de Apoio à Inserção Internacional de Pequenas e Médias Empresas (PAIIPME): uma rodada de negócios com importadores europeus, um estudo de mercado e um workshop de capacitação. Existe ainda a previsão da inclusão de empresas da Rede Petro/RS no programa de internacionalização da FIERGS, o Exporta CIN, elaborado pelo Centro Internacional de Negócios.



Read more!

Curso: Práticas Comerciais e de Negociações na Exportação

Data: 11/05/2009 a 12/05/2009
Horário: 09:00 às 16:00
Local: Sede sistema FIESC - Rodovia Admar Gonzaga, 2765 - Itacorubi - Florianópolis

Objetiva:
dotar os participantes de elementos que possibilitem às empresas nacionais enfrentar os desafios impostos pelo novo cenário internacional, notadamente o crescimento das exportações, prioridade absoluta do governo brasileiro.

Programa:

Conceitos fundamentais de exportação

Marketing internacional

Pesquisa de mercado

Planejamento estratégico

Preço do mercado nacional x mercado internacional

Representação comercial

Negociações comerciais internacionais

Captação de negócios

Características dos mercados externos

Inscições e Informações:

Aduaneiras| Tel:(48)3952 5570

http://cursos.aduaneiras.com.br/cursos/Florianópolis

Centro Internacional de Negócios - CIN | Tel: (48) 3231 4651 | Fax: (48) 3231 4669
E-mail: cin@fiescnet.com.br | Site: www.fiescnet.com.br/cin



Read more!

Missão Empresarial Catarinense à Feira Internacional da Alimentação 2009

Feira/Missão: Missão Empresarial Catarinense à Feira Internacional da Alimentação 2009
Data: 01/05/2009 a 05/05/2009
Horário: 08:00 às 18:00
Local: Prédio Ferial Parque de la Independencia - Rosário - Argentina
http://www.fiar.com.ar

A Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina, através do Centro Internacional de Negócios, promove a Missão Empresarial Catarinense à Feira Internacional da Alimentação 2009, que será realizada na cidade de Rosário, Argentina, no período de 01 a 05 de maio.

Trata-se de uma das mais conceituadas feiras de alimentos e bebidas da América do Sul, que reúne cerca de 600 expositores, 80.000 visitantes dos países membros do Mercosul, Nafta e União Européia.

Público Alvo:

Empresas relacionadas com bens, equipamentos, maquinários e serviços para indústrias dos setores de alimentos e bebidas interessadas em importar, exportar ou estabelecer parcerias com instituições e entidades internacionais.

INFORMAÇÕES:

Através do Centro Internacional de Negócios pelos telefones (48) 3231 4651 / 3231 4665, fax (48) 3231 4669, e-mail cin@fiescnet.com.br



Read more!

Curso: Tributos e Incentivos Fiscais no Comércio Exterior

Data: 24/04/2009
Horário: 08:30 às 18:30
Local: Sede sistema FIESC - Rodovia Admar Gonzaga, 2765 - Itacorubi - Florianópolis

Objetiva:
Transmitir orientações básicas, tanto a profissionais como a iniciantes na atividade, relativas à adequada utilização dos benefícios fiscais e financeiros deferidos às exportações e importações do Brasil.

Programa:

Retorspectiva tributária

Exportação

Importação

Mercosul

Aladi, SGP e SGPC

IOF

Apêndice (Incentivos financeiros à exportação)

Inscições e Informações:

Aduaneiras| Tel:(48)3952 5570

http://cursos.aduaneiras.com.br/cursos

Centro Internacional de Negócios - CIN | Tel: (48) 3231 4651 | Fax: (48) 3231 4669
E-mail: cin@fiescnet.com.br | Site: www.fiescnet.com.br/cin




Read more!

Exportações de calçados têm queda de 26% neste ano

Segundo os dados da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) com base da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) de janeiro a março deste ano o setor faturou...

Segundo os dados da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) com base da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) de janeiro a março deste ano o setor faturou US$ 384,6 milhões ao embarcar 40,7 milhões de pares, o que significou um declínio de 26% nas divisas e de 24,8% na quantidade de pares exportados. Ao mesmo tempo, a importação manteve a trajetória de crescimento que vem preocupando os empresários.

No trimestre, o Brasil comprou 13,1 milhões de pares, somando US$ 109,9 milhões, gerando um aumento de 45,3% no pagamento e de 15,6% no volume físico. “É o reflexo da entrada desenfreada de calçados procedentes da Ásia, principalmente da China. Ao mesmo tempo em que perdemos mercado no exterior, deixamos em aberto nosso mercado interno para a desova dos excedentes de estoque s que estão “boiando” no mundo”, aponta Milton Cardoso, presidente da Abicalçados. O preço médio do calçado importado no trimestre foi de US$ 6,67, enquanto o preço médio do par exportado pelo Brasil foi de US$ 9,43. Segundo ele, o efeito mais nocivo desta disparidade é a diminuição no volume de empregos.

Conforme a Pesquisa Industrial Mensal Emprego e Salário do IBGE, referente ao mês de fevereiro de 2009, o índice de pessoal ocupado assalariado na produção de calçados e couro apresentou, no comparativo a igual mês do ano anterior, uma redução de 9,56%. No acumulado dos últimos doze meses, a queda foi de 8,64%. “E isto não precisaria ser assim”, pondera o dirigente. Segundo ele, o mercado interno tem resistido bastante à crise mundial e a indústria poderia estar, pelo menos, mantendo o n& uacute;mero de empregos caso as importações predatórias fossem impedidas pelo Governo. “A Abicalçados vem reiterando a urgência e a relevância de se adotar medidas de emergência que possam estancar este surto de importações e seus danos sobre a indústria e o emprego no Brasil”, diz.

Fonte: Abicalçados




Read more!

Brasil e Rússia vão realizar reunião bilateral de comércio

O governo brasileiro quer definir uma meta de intercâmbio comercial com a Rússia de US$ 10 bilhões, até 2010. Em 2008, o comércio entre os dois países foi de US$ 8,0 bilhões, 46,5% acima do valor registrado...

O governo brasileiro quer definir uma meta de intercâmbio comercial com a Rússia de US$ 10 bilhões, até 2010. Em 2008, o comércio entre os dois países foi de US$ 8,0 bilhões, 46,5% acima do valor registrado em 2007. Este é um dos tópicos que serão discutidos no próximo dia 20 de abril, segunda-feira, quando será realizada em Moscou a reunião bilateral de comércio Brasil-Rússia. A reunião tem agenda extensa, que ainda envolve os temas atração de investimentos, cooperação entre os bancos de desenvolvimento, incentivo ao turismo e participação em feiras e exposições, Sistema Geral de Preferências e a adesão da Rússia à Organização Mundial do Comércio (OMC).

Outro assunto previsto na pauta, de interesse do governo brasileiro, é a distribuição de cotas para a importação russa de carnes de frangos, suína e bovina. O atual sistema de cotas, que deixará de vigorar em 1º de janeiro de 2010, estabelece a quantidade de carnes que cada país poderá vender ao país. Como, normalmente, a cota de carne bovina da União Européia não é preenchida, o Brasil busca o direito à realocação desse excedente, após negociação com os exportadores europeus. Um novo regime de importação de carnes da Rússia deverá ser definido até junho de 2009.

Também será debatido, na reunião, um mecanismo de cooperação para o melhor aproveitamento do Sistema Geral de Preferências russo (SGP) – que dá desconto de 25% na tarifa de exportação para países em desenvolvimento. O Brasil precisa emitir Certificados de Origem para comprovar que muitos dos produtos exportados pelo país são mesmo brasileiros e pretende agilizar esse trâmite.

A delegação brasileira será chefidada pelo secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ivan Ramalho, e terá a participação do secretário de Comércio Exterior do MDIC, Welber Barral, a secretária-executiva da Câmara de Comércio Exterior (Camex), Lytha Espíndola, e o secretário de Relações Internacionais do Agronegócio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Célio Porto. Foram convidadas, ainda, para fazer parte da reunião bilateral, entidades brasileiras de exportação de carnes: Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec), Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs), Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frangos (Abef) e Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo).

Comércio bilateral

No primeiro trimestre de 2009, as transações comerciais entre Brasil e Rússia tiveram uma corrente de comércio de US$ 742 milhões, 48% abaixo da registrada no mesmo período do ano anterior -, com superávit favorável ao Brasil, de US$ 380 milhões.

As exportações brasileiras para o país, nesse período, somaram US$ 561 milhões, o que representou decréscimo de 28,4% sobre o mesmo período de 2008 (US$ 783 milhões). Os produtos industrializados (8,0% de manufaturados e 27,7% de semimanufaturados) responderam por 35,8% do total exportado, e os básicos por 63,8%. Nesse período, a Rússia ocupou a 16ª posição entre os principais mercados de destino para os produtos brasileiros.

Já as importações brasileiras provenientes da Rússia totalizaram US$ 181 milhões, em janeiro-março 2009, representando uma queda de 71,9% em relação aos mesmos meses de 2008, quando as aquisições brasileiras de produtos russos somaram US$ 643 milhões. Nesse período, a Rússia ocupou a 31ª posição entre os países fornecedores de produtos ao Brasil. Das importações brasileiras provenientes da Rússia, 65,7% foram de produtos industrializados (47,8% de manufaturados e 18,0% de semimanufaturados) e 34,3% de produtos básicos.

Em 2008, números da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do MDIC mostram os produtos brasileiros importados pela Rússia permanecem concentrados em reduzido número de mercadorias: carne bovina (31% do total); açúcar em bruto (24%), carne suína in natura (16%); carne de frango (6%) e tratores (5%). O país é grande importador de produtos nos quais o Brasil é competitivo: veículos automotores e suas partes, máquinas e motores, produtos metalúrgicos, materiais elétricos e eletro-eletrônicos e produtos químicos.

Fonte: Apex-Brasil




Read more!

Fecomercio promove debate sobre papel e situação dos BRICs na crise mundial

Evento, liderado pelo economista Mário Marconini, contará com as presenças de empresários e presidentes de câmaras comerciais

O novo momento econômico e político mundial motivado pela crise pode fortalecer o grupo de países que integram o chamado BRICs, Brasil, Rússia, Índia e China, considerados por especialistas peças-chave dessa nova ordem. Este cenário será debatido no evento “Os BRICs em tempo de crise: articulações e reordenamento”, promovido pela Fecomercio, no próximo dia 23, em São Paulo...

O evento será conduzido pelo presidente de Relações Internacionais da Fecomercio, Mário Marconini, mestre em Direito e Diplomacia pela Fletcher School of Law and Diplomacy em Harvard e mestre em Economia pelo Instituto Superior de Estudos Internacionais da Universidade de Genebra.

Também estarão presentes empresários que mantêm negócios com os mercados que integram os BRICs. Entre eles, Marco Stefanini, CEO da Stefanini IT Solution, Charles Tang, presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China, Christian Lobauer, presidente executivo da Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos, Gilberto Ramos, presidente da Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo, Ricardo Carvalho, sócio do Global Chinese Services Group da Deloitte no Brasil.

Expansão chinesa

Segundo o relatório "Global Economic Outlook", do Banco Mundial, entre os países emergentes, a China deverá registrar o melhor desempenho, ainda que este tenha ficado distante da estimativa anterior feita pelo banco. A análise aponta uma expansão chinesa de 6,5% para este ano e de 7,5% para 2010. A projeção de dezembro passado era de 7,5% em 2009 e 8,5% em 2010.

As outras nações que constituem o bloco terão, de acordo com o Banco Mundial, atuações contrastantes. A instituição revisou para baixo as perspectivas de crescimento da economia brasileira e prevê que o país avance 0,5% em 2009, mas conseguirá se recuperar em 2010, crescendo 2,3%.

A previsão de desenvolvimento da economia da Índia é de 3,7% para 2009 e de 6,2% para o ano que vem. No caso da Rússia, o relatório projeta uma retração de 4,5% neste ano. A avaliação para 2010 é de que o país tenha crescimento próximo de zero.

Programação

9h – Os BRICs e a nova conjuntura
9h15 – O reordenamento do mundo financeiro: o lugar dos BRICs
9h45 – Índia: o mercado doméstico é suficiente?
10h – Competindo com a Índia: luz no final do túnel?
10h25 – Perguntas e respostas

10h35 – Coffee break

10h55 – Rússia: o que fazer sem o petróleo?
11h15 – Exportando para a Rússia: o poder da negociação
11h35 – Perguntas e respostas
11h45 – China – a salvadora do mundo?
12h – Investindo na China: lições para a crise
12h25 – Perguntas e respostas
12h35 – Considerações finais

Serviço:
Evento: "Os BRICs em tempo de crise: articulações e reordenamento"
Data: 23 de abril, quinta-feira
Horário: 9h às 13h30
Local: Fecomercio
Endereço: Rua Dr. Plínio Barreto, 285, 3º andar, Bela Vista, São Paulo

Sobre a Fecomercio
A Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio ) é a principal entidade sindical paulista dos setores de comércio e serviços. Representa 151 sindicatos patronais, que abrangem cerca de 600 mil empresas, um universo que corresponde a 10% do PIB brasileiro e gera em torno de cinco milhões de empregos.

Fonte: Fecomercio



Read more!

Feira Perumoda reúne principais exportadores e importadores do setor

De 22 a 24 de abril ocorrerá em Lima, no Peru a feira Perumoda. O evento, considerado o maior da indústria peruana de moda e um dos maiores da América Latina, apresentará artigos de confecção, calçados, acessórios e joalheria.

Esta edição contará com a participação de mais de 400 empresas exportadoras peruanas do setor e mais de 500 empresas importadoras dos Estados Unidos, União Européia, América Latina e Ásia.

Além disso, a Perumoda 2009 ocorrerá juntamente com a feira Perugiftshow, que é o maior evento do setor de presentes e decoração do Peru e considerado um dos mais importantes da América do Sul.

Para saber mais detalhes e inscrever-se como expositor, acesse as páginas das feiras (http://www.perumoda.com/ e http://www.perugiftshow.com.pe/). Os organizadores poderão cobrir, mediante prévia avaliação, os custos de passagens ou alojamento dos expositores.

Promoção Comercial Fiesp


Read more!

FIRJAN, Sebrae-RJ e InBrands anunciam mudanças no Fashion Rio

O Sistema FIRJAN (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) e o Sebrae-RJ anunciaram, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, dia 17, a associação a um novo parceiro no Fashion Rio e em sua bolsa de negócios: a InBrands, que considerando suas marcas, atua no mercado da moda há mais de 35 anos. Com a parceria, os eventos oficiais da moda brasileira no Rio de Janeiro ganham ainda mais força e o calendário nacional do setor passa a ser único, facilitando o planejamento de grifes, fornecedores e apoiadores...

Com o objetivo de estimular o desenvolvimento de toda a cadeia produtiva do mercado de moda no Brasil, a FIRJAN licenciou à Inbrands a operação e marca do Fashion Rio por 10 anos, o que garantirá o crescimento e a sustentabilidade do evento ao longo do período. Por intermédio da Luminosidade, a InBrands fará a produção do evento a partir da próxima edição que começará no dia 7 de junho, quando tem início a temporada de desfiles das coleções primavera-verão.

“Esta parceria representa a UNIÃO DA MODA BRASILEIRA.A união de empresas que têm como principal objetivo o desenvolvimento da cadeia de moda do país”, afirmou o vice-presidente do Sistema FIRJAN, Carlos Mariani.

“As ações da FIRJAN são sempre guiadas pelos interesses das empresas. A InBrands nos procurou com essa mesma ótica, por isso achamos que o momento é propício para inaugurar uma nova etapa de crescimento e amadurecimento do Fashion Rio”, disse Augusto Franco, diretor geral do Sistema FIRJAN.

Para Gabriel Felzenszwalb, CEO da InBrands, a associação propiciará a exploração da vocação do Fashion Rio: “Estamos muito entusiasmados com a parceria. A InBrands trata a moda como negócio e nosso objetivo é fazer com que as grifes atinjam resultado financeiro de longo prazo”.

“A moda ainda é um negócio em construção no Brasil e é o mercado que vai organizar o futuro. Os estilistas serão os maiores beneficiados por essa parceria”, declarou Paulo Borges, diretor da Luminosidade. “Sabemos que o prazo para a próxima edição é curto, mas a Luminosidade tem know-how em produção e construção de conteúdo. Qualquer mudança que venha a ser feita na próxima edição do Fashion Rio será de melhoria estética”.

Parceiros

O apoio do Sistema FIRJAN à cadeia da moda do Rio de Janeiro se intensificou a partir de 2001, quando foi criado o Fórum Empresarial da Moda e definido um plano estratégico para o setor, baseado tanto no suporte tecnológico às empresas quanto no investimento em design e acesso aos mercados nacional e internacional. Atualmente, por meio do SENAI Moda, o Sistema FIRJAN mantém um calendário anual de atividades que inclui o Fashion Rio e sua bolsa de negócios, o evento Alto Verão Carioca, a Feira de Moda Íntima de Nova Friburgo, a produção de cadernos de inspirações e tendências com foco no consumidor e palestras técnicas no GIRO SENAI Moda por todo o estado.

A InBrands é uma holding operacional que investe em empresas de moda e consumo de alto padrão no Brasil. Foi constituída em 2007, a partir de recursos do Pactual Capital Partners (PCP*), um grupo nascido no Rio de Janeiro. Fazem parte do portfolio da InBrands as marcas Ellus, 2nd Floor, Isabela Capeto, Alexandre Herchcovitch, SPFW e Revista Mag! - incluindo todos os outros negócios do Grupo Luminosidade, que criou o Calendário Oficial da Moda Brasileira dentro de uma plataforma de convergência para ampliar as fronteiras da moda nacional, inserindo-a na pauta de desenvolvimento econômico-industrial e de produção de entretenimento cultural do país e no cenário internacional dos mercados globalizados.

O objetivo da InBrands é potencializar o crescimento e a lucratividade das marcas investidas, com ganhos de escala e de eficiência nas operações.

Tradicional apoiador da FIRJAN em projetos nacionais, o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) mantém a parceria que as duas instituições tem desde o início das operações do Fashion Rio e da bolsa de negócios. O objetivo é estimular o desenvolvimento das micro e pequenas empresas - cerca de 30 mil - que integram a cadeia da moda em todo o Brasil e ampliar o seu acesso aos mercados nacional e internacional.

Sobre o Fashion Rio e sua bolsa de negócios

Mais de 40 grifes nas passarelas, 90 mil visitantes e milhões de reais investidos. Evento oficial da moda brasileira no Rio de Janeiro, o Fashion Rio conta, a cada edição, com a cobertura de cerca de mil jornalistas nacionais e internacionais, que vêm conferir os lançamentos das principais grifes do país e de promissores novos talentos. Sua 14ª edição, em janeiro passado, atraiu patrocinadores como Nívea e C&A.

Junto ao Fashion Rio acontece a mais expressiva bolsa de negócios do segmento de moda, que integra estilo e negócios proporcionando o encontro entre grifes e compradores das principais lojas multimarcas do país e do exterior. Sua 13ª edição, em janeiro passado, encerrou com resultado de R$ 376 milhões em vendas. Já as exportações fechadas por 93 compradores de 22 países atingiram US$ 15,8 milhões.

*PCP é um fundo de investimento dos ex-sócios do Banco Pactual administrado pelo Banco UBS Pactual. Também controla a PDG Realty, a Equatorial Energia e a LosGrobo, entre outros.



Read more!

Programa Prime apoia empresas nascentes inovadoras

Empresas fluminenses têm até o dia 30 de abril para apresentar propostas de projetos no âmbito do Programa Prime – Primeira Empresa Inovadora, de acordo com as regras estabelecidas pelas incubadoras de empresas selecionadas do Rio de Janeiro.

Operado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com 18 incubadoras de empresas âncoras selecionadas em todo Brasil, o Programa tem o objetivo de apoiar empresas nascentes (de zero a 24 meses de existência) de base tecnológica que desenvolvam atividades de pesquisa e desenvolvimento e que disponham de um produto economicamente viável. A previsão de investimento pelo Prime é de aproximadamente R$ 1,3 bilhão nos próximos quatro anos...

Três das incubadoras selecionadas no âmbito do Prime são do Rio de Janeiro: a Fundação BIO-RIO, a Coppe/UFRJ e o Instituto Gênesis/PUC-Rio. Estas incubadoras já começaram a operar a primeira fase do Programa com o lançamento de seus editais. O apoio será de até R$ 120 mil não-reembolsáveis por empresa, que poderão ser utilizados para contratação de técnicos, administradores e consultores.

Além da primeira fase, gerida pelas incubadoras, a empresa beneficiada pelo Prime terá o projeto apoiado por outra modalidade de aporte financeiro. Na segunda etapa, a fonte do recurso será o Programa Juro Zero, que prevê a devolução do empréstimo em 100 vezes sem juros. Portanto, o valor total do financiamento no âmbito do Prime será de R$ 240 mil por empresa, liberados em dois anos.

O Núcleo de Atendimento a Projetos de Inovação Tecnológica do Sistema FIRJAN está à disposição dos empresários fluminenses que desejarem obter mais informações pelo e-mail inovacao@firjan.org.br. Acesse aqui os editais da Fundação BIO-RIO (Arquivo PDF – 75 Kb), da Coppe/UFRJ (Arquivo PDF – 48 Kb) e do Instituto Gênesis/PUC-Rio.




Read more!

Curso PRÁTICAS COMERCIAIS E DE NEGOCIAÇÃO NAS EXPORTAÇÕES

OBJETIVO e PÚBLICO ALVO

dotar os participantes de elementos que possibilitem às empresas nacionais enfrentar os desafios impostos pelo novo cenário internacional, notadamente o crescimento das exportações, prioridade absoluta do governo brasileiro.

DESTINA-SE

a todos os que buscam crescimento profissional ao aprofundar conhecimentos que permitam maior flexibilidade na tomada de decisões que conduzam ao aumento das vendas externas das empresas brasileiras.

PROGRAMA

01. Conceitos fundamentais de exportação
- Incoterms 2000
- classificação fiscal de mercadorias
- legislação vigente
- benefícios dos acordos internacionais
- SGP, SGPC, Aladi, Mercosul

02. Marketing internacional
- ambiente de marketing

03. Pesquisa de mercado
- a empresa nacional perante o mercado externo
- volume e expansão do mercado
- comércio eletrônico
- utilizando recursos da Internet
- oportunidades e ameaças
- requisito do produto
- barreiras à exportação de produtos nacionais
- informações sobre os concorrentes
- possíveis vantagens competitivas
- preparação da mercadoria
- divulgação

04. Planejamento estratégico
- alterações recentes na legislação brasileira de comércio exterior
- acesso ao mercado de determinado país
- leis de comércio exterior de cada país
- adaptação do produto ao mercado internacional
- homologação de produtos no exterior
- riscos envolvidos
- consórcios de exportação: a experiência brasileira e a proposta atual

05. Preço do mercado nacional x mercado internacional
- determinação do preço
- fatores que influenciam o preço de exportação
- competidores potenciais
- custos de produção
- esquemas de financiamento à exportação
- tratamento tributário aplicável à exportação
- despesas de exportação
- preços praticados por competidores de terceiros países

06. Representação comercial

- contrato de representação comercial
- comissões ao representante
- em moeda nacional ou estrangeira
- abertura de escritórios no exterior

07. Negociações comerciais internacionais
- visão atual das negociações comerciais
- características do negociador eficaz
- negociações competitivas
- negociações transigentes
- pontos fortes e fracos nas negociações
- formalizando acordos
- parcerias e joint ventures

08. Captação de negócios
- missões comerciais
- feiras internacionais
- rodadas de negócios
- viagens de negócios
- comportamento dos compradores

09. Características dos mercados externos
- Estados Unidos
- União Européia
- América Latina
- Ásia
- Mundo Árabe

DURAÇÃO - 8 horas

INSTRUTOR - Marco Aurélio Marçal

Datas / Horários
23/05/2009 / 08:00 às 18:00

Local
ED. FINDES

Informações complementares
E-mail: cin-es@cin-es.org.br
Telefone: 3334 5789




Read more!

Curso EXPORTAÇÃO PASSO A PASSO

OBJETIVO e PÚBLICO ALVO

Proporcionar conhecimentos a respeito do processo de exportação, possibilitando, através de exercício, aliar a teoria à prática.

DESTINA-SE

a profissionais que atuam na exportação, bem como estudantes e iniciantes na área.

PROGRAMA

01. Conceitos fundamentais
- exportação
- benefícios fiscais e creditícios
- órgãos intervenientes

02. Siscomex
- processamento

03. Credenciamento e habilitação
- REI
- Radar

04. Negociação - análise dos documentos
- fatura pró-forma e comercial
- formas de pagamento
- incoterms
- noções cambiais
- conhecimento de transporte

05. Formatação da exportação
- classificação fiscal
- verificação dos tratamentos administrativos
- acordos comerciais: Mercosul, Aladi e SGP

06. Procedimentos administrativos
- Ato Concessório Drawback
- Licença de Importação (LI)
- Registro de Exportação (RE)
- simulação de preenchimento (telas em powerpoint)

07. Procedimentos aduaneiros e fiscais
- Declaração de Despacho de Exportação (DDE)
- Declaração Simplificada de Exportação (DSE)
- simulação de preenchimento e registro (telas em powerpoint)

08. Despacho aduaneiro
- recepção dos documentos
- canais de seleção parametrizados: verde, amarelo e vermelho
- Comprovante de Exportação (CE)

DURAÇÃO - 8 horas

INSTRUTOR - Marco Aurélio Marçal


Datas / Horários
09/05/2009 / 08:00 às 18:00

Local
Ed. FINDES

Informações complementares
E-mail: cin-es@cin-es.org.br
Telefone: 27 3334 5789



Read more!

Missão Empresarial ao Uruguai

Realização: de 20/06/2009 a 25/06/2009

O Sistema Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais – FIEMG, por intermédio do Centro Internacional de Negócios, e a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais –SECTES convidam para participar da

Missão Empresarial ao Uruguai de 20 a 25 de Junho de 2009

Ambas entidades com o apoio do Ministério das Relações Exteriores promoverão em Montevidéu encontros de negócios entre empresas mineiras dos setores de Biocombustível, Biotecnologia, Eletroeletrônico e Software e empresas locais.

Tais encontros oferecerão aos empresários a possibilidade para se identificar potenciais clientes, distribuidores, representantes e importadores de seus produtos.

Esta Missão faz parte do Projeto Estruturador dos Arranjos Produtivos Locais dos APL´s destes quatro setores.

O projeto Estruturador têm como objetivo ampliar e melhorar a capacidade competitiva dos arranjos produtivos de elevado conteúdo tecnológico, de forma auto-sustentável, promovendo, assim, a qualificação dos setores produtivos.

Em 2008 foi aberto o primeiro dos cinco escritórios internacionais previstos no Projeto Estruturador APLs. O escritório aberto em Montevidéu é composto de uma infra-estrutura para apoiar as micro e pequenas empresas no processo de internacionalização.
Sua participação nesta Missão será o caminho mais curto para sua empresa descobrir novas oportunidades de negócios com o Uruguai.


INFORMAÇÕES:
Tel: (31) 3213-1627 / 1167 / 1506



Read more!

Marketing Internacional

Realização: 18/05/2009

Curso Marketing Internacional

A Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerai, através do Centro Internacional de Negócios, CIN-MG, em parceria com a Confederação Nacional da Indústria - CNI e Aduaneiras, convidam para o curso 'Marketing Internacional'.

Destina-se à empresas que desejem ampliar sua participação no comércio internacional, alcançando novos patamares de crescimento industrial e comercial.

Carga Horária: 8 horas/aula

Horário: 09:00 às 18:00

Local: Fiemg Trade Center – Rua Timbiras, 1200 – Funcionários – Belo Horizonte

Professor: Ricardo Rodrigues Pinheiro - Economista com especialização em Economia Internacional pela FGV-SP
- Exerceu diversas funções na CACEX – Carteira de Comércio Exterior, do Banco do Brasil S/A
- Consultor técnico especializado em Comércio Exterior

Conteúdo Programático:

1. A empresa nacional perante o mercado externo: parceiras e joint ventures

2. Barreiras ao Livre Comércio

3. Acordos comerciais

4. Oportunidades de captação de negócios: missões comerciais, feiras internacionais, rodadas de negócios e viagens individuais; comércio eletrônico: sites e links mais usados.

5. Formas de exportação direta e indireta

6. Consórcios de exportação

7. Características dos mercados externos: Estados Unidos, União Européia, América Latina, Ásia e Mundo Árabe

8. Planejamento Estratégico: formação de preços de exportação, pesquisa de mercado, plano de marketing, avaliando os concorrentes, estabelecendo objetivos, negociações comerciais.

Investimento: Para empresas associadas a sindicatos filiados à FIEMG: R$180,00.

Para empresas não associadas: R$210,00

Inscrições: Depósito FIEMG: Banco do Brasil | Agência 3394-4 | Vila Rica | CC: 61679-6.



Read more!

Curso orienta atuação no comércio exterior

Apresentar conceitos fundamentais sobre o processo de importação e os aspectos necessários para atuar no comércio exterior é a proposta do curso “Compras Internacionais: Incoterms, formas de pagamento e operações de câmbio”, que será realizado no dia 12 de maio de 2009, na Federação das Indústrias do Estado da Bahia.
Promovido pelo Centro Internacional de Negócios (CIN), o curso integra o programa de capacitação empresarial em comércio exterior e será ministrado pelo técnico em comércio internacional e consultor da Aduaneiras para assuntos de câmbio, pagamentos internacionais, inconterms e carta de crédito, Angelo Luiz Lunardi.
As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas até o dia 27 de abril, pelo e-mail: cin-fieb@fieb.org.br.
Mais informações pelo telefone (71) 3343-1327.



Read more!

Hannover é a próxima chance do empresário local

O Centro Internacional de Negócios (CIN) da FIEPE organiza missão empresarial para a Feira Industrial de Hannover 2009, realizada na Alemanha, de 20 a 24 de abril. Considerada a maior exposição industrial do mundo, o evento é uma importante plataforma de contatos internacionais para companhias brasileiras.

Para a coordenadora do CIN, Camila Barreto, o evento é boa oportunidade para o empresariado estabelecer parcerias e atualizar-se sobre as novas tendências mundiais da indústria. Nessa edição, a feira abrange 14 setores industriais, como energia, automação e subcontratação. Com diferentes exposições voltadas às inovações tecnológicas, a feira deve reunir mais de 200 mil empresários interessados.

Este ano, o evento tem como temática principal a questão da eficiência energética, ponto fundamental para as indústrias interessadas em realizar suas atividades de forma sustentável, adotando novas tecnologias e mudando hábitos de consumo.




Read more!

VIP reúne empresário em encontro nacional da moda em Caruaru

O Pólo Comercial de Caruaru abriu as portas, na última quinta-feira (16), para o 34º VIP - Encontro Nacional de Profissionais da Moda. O evento, realizado pelo Núcleo Regional da FIEPE, reuniu empresários de todo o País e tratar de temas como moda, comportamento e marketing.

O encontro abordou novos mercados e a melhoria da gestão de marketing e vendas das empresas. A consultora de marketing de moda Renata Miranda ministrou palestra sobre os desafios da indústria de confecções brasileira e apresentou pesquisas recentemente publicadas sobre o setor no mundo. Entre os participantes do VIP estiveram designers, estilistas, empresários e profissionais do marketing.

Segundo o gerente do Núcleo Regional da FIEPE, Marco Casé, o VIP proporcionou conhecimento necessário para a conquista de novos mercados. “O encontro mostrou aos empresários a importância de estar atualizado e em movimento com o ciclo da moda”, completou Casé.



Read more!

SENAI/PE lança Caderno de tendências da moda, dias 22 e 23 de abril, no Interior

O consumidor de moda da atualidade busca produtos diferenciados, de qualidade e, ao contrário de tempos atrás, que atravessem estações e não marquem determinado período. Essas características estão presentes no Caderno Inspirações e Tendências do SENAI, que será lançado nos próximos dias 22 e 23, respectivamente, em Santa Cruz do Capibaribe e Caruaru, às 19h.

A publicação aponta tendências para o verão 2009/2010, expressas em quatro capítulos: Tempo, Coletivo 2.0, Escafandrista e Mundo das Maravilhas. Segundo os pesquisadores que trabalharam na elaboração do Caderno, a moda moderna tem como palavra de ordem o bem estar pessoal, primando pelo conforto dos produtos, mas também buscando a preservação do meio ambiente. O Caderno de Tendências é publicado semestralmente pelo SENAI, a partir de estudos realizados nacionalmente no setor de moda. O evento é aberto ao público e gratuito.



Read more!

Curso: Transportes e Seguros Internacionais

Realização:CIN - CNI - Aduaneiras
Local:João Pessoa-PB
Período: de 27.05.09 a 27.05.09


Read more!

II Encontro de Negócios

Realização:CIN - AL
Local:Maceío-AL
Período: de 20.05.09 a 22.05.09


Read more!

Formação de Agente de Comércio Exterior

Realização:CIN - MDIC
Local:João Pessoa-PB
Período: de 28.04.09 a 30.04.09
Informações adicionais:Público-alvo: candidatos que trabalhem em instituições que tenham interesse em estimular as exportações e que atuem junto às empresas de pequeno porte, por exemplo, Federações Estaduais de Indústria, SEBRAE, Associações de classe de setores com potencial exportador, Cooperativas; Banco do Nordeste, CAIXA, CORREIOS, Prefeituras Municipais e outras similares. Investimento: Gratuito



Read more!

CIN promoveu Curso de ANALISTA DE COMÉRCIO EXTERIOR

A Confederação Nacional da Indústria, em parceria com a Aduaneiras, através do Centro Internacional de Negócios da Paraíba, promoveu, nos dias 13, 14 e 15 de abril o curso “Analista de Comércio Exterior”. Este ótimo curso, proferido por um expert na área, é uma ótima oportunidade de capacitar ou atualizar aqueles profissionais que se encontram ou desejam inserir-se no mercado atual, completamente voltado ao Comércio Internacional...

O objetivo do curso é informar aos participantes sobre as rotinas e procedimentos principais e secundários da atividade exportadora e importadora, com a finalidade de que possam conhecer e praticar as operações internacionais de venda e compra com segurança comercial e financeira e de acordo às normas administrativas brasileiras e internacionais.

O público-alvo são profissionais de diversas áreas, que desejam iniciar-se nas atividades do comércio exterior ou aqueles que procuram maiores informações, assim como recém-formados, estudantes e empreendedores.

O instrutor é Rómulo F. Vera del Carpio, mestre em Economia e Política Internacional; Professor do Curso de MBA em Comércio Exterior da FGV; do Curso de MBA em Negócios Internacionais da USP/Fipe; e da Funcex - Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior; Consultor e assessor de comércio internacional; Autor dos livros: Carta de Crédito e UCP 500 Comentada; Cobranças Documentárias e URC 522 Comentada; Carta de Crédito e URR 525 Comentada, todos pela Aduaneiras; Manual do Exportador, pela Firjan - Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro; Como Exportar para o Brasil, pela Embaixada do Peru.



Read more!

Práticas Comerciais e de Negociações na Exportação

Data de Início do Evento: 03/06/2009
Data Final do Evento: 04/06/2009
Horário do Evento: 18h às 22h (quarta-feira) / 8h30 às 18h (quinta-feira)
Período de Inscrição: 20/02/2009 a 03/06/2009
Objetivo:
Dotar os participantes de elementos que possibilitem às empresas nacionais enfrentar os desafios impostos pelo novo cenário internacional, notadamente o crescimento das exportações, prioridade absoluta do governo brasileiro.
Público alvo:
A todos os que buscam crescimento profissional ao aprofundar conhecimentos que permitam maior flexibilidade na tomada de decisões que conduzam ao aumento das vendas externas das empresas brasileiras.
Carga Horária: 12h/a
Conteúdo Programático:..

01. Conceitos fundamentais de exportação

- Incoterms 2000
- Classificação fiscal de mercadorias
- Legislação vigente
- Benefícios dos acordos internacionais
- SGP, SGPC, Aladi, Mercosul

02. Marketing internacional

- Ambiente de marketing

03. Pesquisa de mercado

- A empresa nacional perante o mercado externo
- Volume e expansão do mercado
- Comércio eletrônico
- Utilizando recursos da Internet
- Oportunidades e ameaças
- Requisito do produto
- Barreiras à exportação de produtos nacionais
- Informações sobre os concorrentes
- Possíveis vantagens competitivas
- Preparação da mercadoria
- Divulgação

04. Planejamento estratégico

- Alterações recentes na legislação brasileira de comércio exterior
- Acesso ao mercado de determinado país
- Leis de comércio exterior de cada país
- Adaptação do produto ao mercado internacional
- Homologação de produtos no exterior
- Riscos envolvidos
- Consórcios de exportação: a experiência brasileira e a proposta atual

05. Preço do mercado nacional x mercado internacional

- Determinação do preço
- Fatores que influenciam o preço de exportação
- Competidores potenciais
- Custos de produção
- Esquemas de financiamento à exportação
- Tratamento tributário aplicável à exportação
- Despesas de exportação
- Preços praticados por competidores de terceiros países

06. Representação comercial

- Contrato de representação comercial
- Comissões ao representante
- Em moeda nacional ou estrangeira
- Abertura de escritórios no exterior

07. Negociações comerciais internacionais

- Visão atual das negociações comerciais
- Características do negociador eficaz
- Negociações competitivas
- Negociações transigentes
- Pontos fortes e fracos nas negociações
- Formalizando acordos
- Parcerias e joint ventures

08. Captação de negócios

- Missões comerciais
- Feiras internacionais
- Rodadas de negócios
- Viagens de negócios
- Comportamento dos compradores

09. Características dos mercados externos

- Estados Unidos
- União Européia
- América Latina
- Ásia
- Mundo Árabe


Currículo Facilitador/Palestrante:
Ricardo Rodrigues Pinheiro: Economista com especialização em Economia Internacional pela FGV-SP, Exerceu diversas funções na Cacex, Carteira de Comércio Exterior, do Banco do Brasil S/A, Consultor técnico especializado em Comércio Exterior
Endereco Completo:
Av. Barão de Studart, 1980
Vagas: 40
Investimento: R$ 280
Mais Informações:

As inscrições encontram-se abertas no CIN/CE e no site
(www.fiec.org.br/cin) e estão com preço promocional, até o
dia 03 de maio, no valor de R$280,00. Após esta data,
R$350,00. Os valores podem ainda ser parcelados em até
3 vezes no cheque. Mais informações: 85 3421.5420 (Marlene)
ou 5419 (Filipe).



Read more!

Curso - Despacho Aduaneiro e Siscomex Exportação

Data de Início do Evento: 11/05/2009
Data Final do Evento: 11/05/2009
Horário do Evento: 8:30h às 12:00h e 13:30h às 18:00h
Período de Inscrição: 20/02/2009 a 11/05/2009
Objetivo:
Habilitar o treinando a operar no Siscomex–Exportação, fornecendo uma visão geral do despacho aduaneiro de exportação, bem como dos procedimentos aduaneiros aplicáveis.
Público alvo:
Destina-se a profissionais que atuam ou pretendem atuar na exportação e com o Siscomex; Estudantes e iniciantes que desejam ampliar ou atualizar os seus conhecimentos;
Carga Horária: 8 h/a
Conteúdo Programático:..

01. Despacho aduaneiro de exportação realizado por meio de RE e DDE

- despacho aduaneiro de exportação
- conceito
- legislação
- controle administrativo da Secex
- Registro de Venda (RV)
- Registro de Operações de Crédito (RC)
- elaboração de um Registro de Exportação (RE), no Siscomex (acesso ao perfil exportador)
- tipos de despacho aduaneiro de exportação
- despachos realizados no Siscomex com DDE
- elaboração/registro de uma DDE no Siscomex
- local de realização do despacho
- zona primária/zona secundária
- Redex
- despachos especiais (local)
- documentos instrutivos do despacho
- tipos e modelos de documentos a serem apresentados
- etapas do despacho aduaneiro de exportação
- fluxograma (DDE)
- confirmação da presença de carga
- apresentação dos documentos
- prazo para entrega
- requisitos em despachos por via rodoviária, fluvial ou lacustre
- seleção parametrizada
- distribuição
- desembaraço
- trânsito aduaneiro no Siscomex
- informação dos dados de embarque e entrega dos documentos
- averbação
- emissão do comprovante de exportação
- retificação de despacho de exportação
- retificação de dados em despacho averbado
- retificação de RE em despacho averbado
- cancelamento de DDE

02. Apresentação do Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex)
- credenciamento e cadastros do Siscomex
- apresentação do Siscomex-Exportação
- órgãos gestores e anuentes
- ambientes operacionais
- fluxograma

03. Despacho aduaneiro de exportação realizado por meio de declaração simplificada de exportação

- fluxograma (DSE)
- despachos com DSE eletrônica
- despachos fora do Siscomex
- DSE formulário
- outros
- elaboração de uma Declaração Simplificada de Exportação (DSE), no Siscomex
- etapas do despacho simplificado
- registro da DSE
- presença de carga
- seleção parametrizada
- distribuição
- desembaraço
- dados de embarque
- averbação
- comprovante de exportação

Currículo Facilitador/Palestrante:
Sandra Magnavita: Auditora-Fiscal da Receita Federal, Trabalha na Alfândega do Porto de Salvador, Foi chefe do Grupo de Exportação da Alfândega do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão, Professora do Curso de Formação de AFRF da Escola Superior de Administração Fazendária, Participou do Projeto de Reformulação do Siscomex-Exportação.
Endereco Completo:
Av. Barão de Studart, 1980
Vagas:
40
Investimento: R$ 250
Mais Informações:

As inscrições encontram-se abertas no CIN/CE e no site (www.fiec.org.br/cin) e
estão com preço promocional, até o dia 11 de abril, no valor de R$250,00. Após
esta data,R$300,00. Os valores podem ainda ser parcelados em até 3 vezes no
cheque. Mais informações: 85 3421.5420 (Marlene) ou 5419 (Filipe).



Read more!

Entidades realizam Fórum voltado para o setor de couro, calçado e artefatos

Uma palestra voltada para o segmento de Couro, Calçados e Artefatos do setor sobre as tendências da moda para o próximo ano., aconteceu na noite desta segunda-feira (16), no auditório do Sebrae no Piauí. O evento integra o Fórum de Inspirações para Calçados e Artefatos – Verão 2010 idealizado pela Assintecal. A palestra foi proferida pela designer Tatiana Souza.

Na ocasião, Tatiana Souza, apresentou as inspirações para o verão do próximo ano, que foram definidas pelo Núcleo de Design da entidade e pelo Núcleo de Apoio ao Design do Senai, sob a coordenação do estilista de renome internacional Walter Rodrigues. As inspirações são o resultado de um amplo trabalho de pesquisa iniciado em setembro de 2008...

O Fórum foi direcionado a empresários, profissionais e estudantes de moda de Teresina. Além da palestra, os participantes receberam um catálogo do fórum e visitaram um show-room com calçados e acessórios criados com os temas propostos pelo fórum.

As atividades do Fórum prosseguiram nesta terça-feira (17), com uma Oficina de Criação para os empreendedores atendidos pelo Projeto Artefatos de Couro e Similares do Sebrae no Piauí, realizada no auditório do Cefet, em Teresina.

“O segmento de calçados e acessórios possui em Teresina trinta e sete unidades de produção Esses empreendimentos geram quase trezentos e cinqüenta postos de trabalho. A produção desses micro e pequenos negócios a cada dia torna-se bastante otimista. Um exemplo disso foi à produção peças em 2008 que chegou a quase setecentos mil pares de sandálias e cento e trinta mil bolsas”, disse o gestor do Projeto Artefatos de Couro e Similares do Sebrae no Piauí, Helder Freitas.

De acordo com a designer de moda, Tatiana Souza, participação das entidades parcerias é muito importante para o crescimento do setor local. Tatiana enfatizou que o mercado piauiense é bastante promissor. Segundo ela a demanda por cursos, treinamentos e consultorias é muito grande. “Por isso, quando fui perguntada por uma jovem estudante interessada na sua capacitação na área, recomendei que ela procurasse o Senai, que tem essa missão”, afirmou.

“O Senai tem a missão de capacitar os empresários, os estudantes e todos aqueles que estão interessados a ingressarem na atividade. O Senai é uma entidade diferenciada e tem a importância de conduzir e repassar as informações para estas pessoas, porque no Estado existe essa demanda, mas é carente de profissionais”, disse Tatiana Souza, acrescentando, que após o fórum algumas pessoas perguntaram sobre cursos de modelagem. Como resposta ela recomendou as mesmas a procurarem o Senai.

Para o Técnico do Senai do Piauí, Raimundo José Fontenele, o Fórum de Inspirações para Calçados e Artefatos em Teresina, faz parte das ações do Programa SENAI de Gestão do Design (PSGD), coordenado pelo DN e com a participação de 7 DRs para o setor.



Read more!

SESI-PI inicia preparativos para a Ação Global/2009

Com o objetivo de definir ações que serão desenvolvidas pelas empresas, entidades e instituições parceiras na 16ª edição da Ação Global, que acontece no dia 30 de maio, simultaneamente nas cidades de Teresina e Parnaíba, a coordenação do SESI-PI realizou, nesta sexta-feira (17), na sede da FIEPI, a primeira reunião preparativa para o evento. Na oportunidade, compareceram dezenas de representantes de diversas organizações parceiras...

De acordo com a coordenadora da Ação Global em Teresina, Kátia Luz, a diversidade de serviços oferecidos pela Ação Global, promovida pelo Serviço Social da Indústria do Piauí (SESI-PI), em parceria com a TV Clube, afiliada da Rede Globo no Piauí e instituições parceiras, leva uma multidão à procura de vários serviços, nas áreas de saúde, educação, esporte e cidadania.

“É uma responsabilidade muito grande, por isso estamos começando os preparativos desde já. Daqui pra frente uma série de reuniões irão acontecer no período que antecede a Ação Global. Hoje apresentamos aos parceiros e voluntários as equipes que coordenarão as áreas envolvidas na organização do evento e também ouvimos sugestões”, afirmou Kátia Luz.

Ewerton Pinheiro, superintendente do SESI-PI, diz que a iniciativa tem como proposta facilitar o acesso da população a direitos essenciais de todo cidadão. Ele observa que são oferecidas dezenas de serviços e a expectativa é de atender mais de 80 mil pessoas durante todo o dia. "Queremos mobilizar os segmentos da sociedade mais excluídos e estamos oferecendo diversos serviços de cidadania”, afirma Pinheiro. “A Ação Global, ajuda a incluir socialmente a população carente do Piauí”, ressalta o presidente da FIEPI e Diretor Regional do SESI-PI, Antonio José de Moraes Souza.

Regina Bonfim, representante da Faculdade Santo Agostinho, parceira do SESI-PI em várias edições do Ação Global, disse após a reunião que o programa representa um compromisso do SESI-PI com a cidadania da população piauiense carente de serviços básicos e essenciais na vida. Segundo ela, o trabalho realizado pela Faculdade Santo Agostinho na Ação Global é bastante gratificante e demonstra um ato de responsabilidade social.

O Programa Ação Global é desenvolvido há 15 anos em parceria com a Rede Globo de Televisão. No ano passado, a Ação Global do Piauí contou com a participação de 225 instituições parceiras, contabilizando mais de 240 mil atendimentos para 82.257 pessoas em variados serviços gratuitos. O projeto oferece serviços gratuitos para a população. A ação acontece em Teresina, no Parque da Cidade das 8h às 17h. Em Parnaíba, na Escola Integrada Deputado Moraes Souza, no mesmo horário.



Read more!

CNI implanta parceria de serviços para aumento de exportações

A parceria prevê a implantação de Unidades de Atendimento da Apex-Brasil nos Centros Internacionais de Negócios das federações de indústrias.

Agência CNI
Brasília – A Rede de Centros Internacionais de Negócios (Rede CIN), da Confederação Nacional da Indústria (CNI), ganhará, a partir da próxima semana, o reforço da Agência de Promoção das Exportações e dos Investimentos (Apex-Brasil). A parceria prevê a implantação de Unidades de Atendimento da Apex-Brasil nos Centros Internacionais de Negócios das federações de indústrias...

As duas primeiras unidades serão inauguradas na próxima terça-feira, 7 de abril, nas sedes da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), em Porto Alegre, e na Federação de Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), em Fortaleza. Na segunda quinzena de abril estão previstas as inaugurações das Unidades da Apex-Brasil no Paraná e em Santa Catarina. A previsão dos dois parceiros é atender todos os estados até o final deste ano.

“A Rede CIN e a Apex-Brasil unem forças para desenvolver ações que promovam as exportações brasileiras e a inserção das pequenas e médias empresas no mercado externo”, diz o diretor-executivo da CNI, José Augusto Fernandes. As Unidades de Atendimento da Apex-Brasil complementarão a gama de serviços de inteligência e promoção comercial que a Rede CIN presta às pequenas e médias empresas. O trabalho envolve consultorias, diagnósticos, identificação de mercados e programas de capacitação empresarial. No ano passado, os 27 Centros, instalados nos estados e no Distrito Federal, prestaram 129.085 atendimentos voltados à internacionalização das empresas brasileiras.

Vinculados às Federações de Indústrias dos Estados, os Centros se articulam na Rede CIN, organizada e coordenada pela CNI. Neste ano, a Rede está implantando o sistema informatizado para emissão de certificado de origem digital. Com isso, o tempo necessário para o processo de emissão e autenticação dos certificados de origem foi reduzido de uma média de dois dias para 30 minutos. O serviço está disponível em São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Amazonas. Na próxima semana, será implantado no Paraná. A proposta é levar o sistema informatizado aos demais estados nos próximos meses.

A Rede CIN também organiza missões empresariais prospectivas às principais feiras setoriais do mundo. A agenda de visitas e os contatos planejados para os integrantes das missões facilitam o acesso dos empresários às novas tecnologias e às tendências de produção e consumo. Também aproximam os brasileiros das empresas estrangeiras. Em 2008, foram realizadas sete missões comerciais prospectivas, que tiveram a participação de representantes de 241 empresas. Eles visitaram eventos como a Canton Fair, feira multisetorial realizada na China, a The Big 5, da construção civil, que ocorre em Dubai, e a de alimentos Foodex, no Japão.

Em parceria com a consultoria Aduaneiras, a Rede CIN mantém ainda o Programa de Capacitação Empresarial em Comércio Exterior. Em 2008, foram realizados 211 treinamentos, que tiveram a participação de 3.946 pessoas. A CNI também oferece serviços na área de inteligência comercial, como o Catálogo de Exportadores Brasileiros.



Read more!

Cursos na área de Comércio Exterior

clique na imagem para ampliá-la



Read more!

Exposição comemora o descobrimento do Brasil

No dia 22 de abril de 1500, a tripulação marítima de Pedro Álvares Cabral – não se sabe por descuido ou de forma premeditada – desviou da rota para às índias e atracou num grande morro, então denominado de Monte Pascoal, no litoral sul da Bahia. Assim se deu o 'descobrimento' da Ilha de Vera Cruz, que mais tarde viria a ser conhecida como Brasil, a terra do carnaval, do futebol e da Amazônia...

À bordo da caravela Vera Cruz e de outras doze embarcações, a tripulação de Pedro Álvares Cabral levava materiais europeus, que durante o primeiro contato com os indígenas, conforme a carta de Pero Vaz de Caminha, despertou o interesse dos nativos. Porém, na próxima quarta-feira, 22, os artigos que ganharão destaque não serão espelhos, pentes ou materiais em prata ou ouro.

A exposição 'Barcos, Velas e Sonhos' apresentará, no dia em que o Brasil comemora 509 anos, onze miniaturas de embarcações de várias épocas, dentre essas a primeira caravela construída em Portugal, no século XIII, e do Navio Presidente Vargas, aquele que fazia a travessia de pessoas para a ilha de Mosqueiro.

Todas as peças foram produzidas pelo artista João Henrique Félix Neto, que há muitos anos cultiva uma paixão por embarcações. O artista foi o fundador e o primeiro presidente do Sindicato de Pesca do Estado do Pará (Sinpesca). 'Meu envolvimento com o mar e com barcos já vem de muitos anos. Trabalhei por um longo tempo de minha vida com a atividade pesqueira, lidando diariamente com diferentes tipos de barcos e navios', explica João Henrique.

Cada miniatura leva cerca de quatro meses para ficar pronta. De acordo com o artista o processo é minucioso, dada a técnica utilizada, que dá ao artista a possibilidade de construir as réplicas de maneira fiel às embarcações originais. 'Algumas embarcações, como o Navio Presidente Vargas, eu conheci e lembro de muitos detalhes. Porém, para ser fiel ao formato original, eu sempre recorro a fotos e ilustrações, que me dão mais detalhes', conta.

O evento que celebrará os 509 anos do Brasil está sendo promovido pela Federação das Indústrias do Estado do Pará (FIEPA), pelo Centro das Indústrias do Pará (CIP) e pela Associação Comercial do Pará (ACP).

Serviço: O coquetel de abertura da exposição 'Barcos, Velas e Sonhos' será na próxima quarta-feira, 22, às 19h, no hall da Fiepa. As miniaturas ficarão em exposição no período de 22 a 30 de abril. As visitas são gratuitas e podem ser feitas no horário de 9h ás 19h.





Read more!

Comitiva da Missão Empresarial à China chega à maior feira multisetorial da Ásia

Depois de passarem por Dubai, nos Emirados Árabes, os empresários que compõem a ‘Missão Empresarial à China 2009’ chegam a 105ª edição da Canton Fair, maior feira multisetorial da Ásia e segunda maior do mundo. A feira é promovida duas vezes ao ano na cidade Guangzhou e possui a mais completa variedade de produtos e giro de negócios. Com uma área de 851 mil m², registrou em sua última edição a participação de 213 países e 18.720 expositores. Devido a sua grandiosidade, a feira é realizada em três fases...

A missão, promovida pelo Sistema Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Sistema Fiemt), conta com um ponto de apoio no estande da empresa China Trade Center. Inicialmente, os empresários visitaram os três blocos da feira: o primeiro de produtos de computação, eletrodomésticos, bicicletas, motocicletas, peças de reposição, veículos, pequenas máquinas, maquinários pesados e equipamentos, máquinas para construção; o segundo de equipamentos eletrônicos, produtos elétricos, equipamentos de iluminação, materiais de construção e decoração, produtos para banheiro e sanitário, pavilhão internacional e, por último, o bloco de hardware, produtos de segurança, ferramentas e produtos químicos.

“Os participantes da missão estiveram com técnicos de comércio exterior da China Trade Center para relatar suas primeiras impressões sobre a feira, sanar dúvidas sobre mercado internacional e os serviços de assessoramento para realização de negócios”, informa a coordenadora do Centro Internacional de Negócios (CIN) do IEL-MT, Gabriela Fontes, que ressalta que empresários já identificaram fornecedores para melhorar sua produção.

Além de empresários de Mato Grosso, a missão também conta com participantes do Pará. “A ideia é aproximar os empresários dos dois grupos para identificarmos os interesses em comum. É possível pensarmos em consolidar um container para que a importação de produtos fique mais viável”, explica Gabriela. Os empresários retornam da missão na próxima semana, no dia 22 (quarta-feira).

ACESSO AO MERCADO ASIÁTICO - A Missão Empresarial à China 2009 faz parte do Programa de Acesso ao Mercado Asiático do CIN-MT, que foi baseado nos estudos da ‘Agenda China - Ações Positivas para as Relações Econômica-Comerciais Sino-Brasileiras’. Elaborada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), APEX Brasil, ABDI, Conselho Empresarial Brasil China, Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ministérios das Relações Exteriores (MRE) e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o documento visa triplicar as exportações brasileiras para a China e atrair mais investimentos chineses para o Brasil até 2010.



Read more!

Curso de Técnico em Comércio Exterior

A Federação das Indústrias do Estado de Roraima - FIER, por meio do Centro Internacional de Negócios - CIN promoveu no dia 08 de abril, o Curso Técnico em Comércio Exterior.
O objetivo da capacitação é proporcionar aos participantes conhecimentos básicos e fundamentais inerentes à profissão de técnico em comércio exterior, fornecendo uma visão geral sobre os procedimentos na área por meio de apresentação de atividades e casos práticos.
O curso é voltado para estudantes universitários e interessados na carreira de comércio exterior; profissionais que tenham conhecimento teórico e que necessitem de conhecimento sobre a aplicabilidade prática das providências necessárias nos processos de importação e exportação.
Para ministrar o curso, estará vindo à Boa Vista, a Agente de Comércio Exterior e Despachante Aduaneiro, Romênia Marinho Rocha Rodrigues, que atua a 15 anos em Consultoria e Assessoria Técnica para empresas da área internacional.
Ela é graduada em Administração com habilitação em Comércio Exterior; Pós-graduada em Direito e Negócios Internacionais pela UFSC.
Mais informações pelos telefones 4009 1833 e 3624 1701 ou na sede da FIER.


Fonte: ASCOM
Contato (ascom.sesirr@sesi.org.br)



Read more!

CIN/AM apóia Missão Alimentaria Lisboa 2009

A CNI através da Rede de Centro Internacional está apoiando a missão empresarial que participara da Feira Alimentaria Lisboa que será realizada na cidade de Lisboa – Portugal no período de 19 a 22 de abril.

No Amazonas a FIEAM formará um grupo de empresários do setor de alimentos e bebidas para se fazerem presentes no evento que é de grande importância para o fortalecimento e alarga - mento da negociação comercial entre Brasil e Portugal.

Sendo a mais importante amostra alimentar e de bebidas da Península Ibérica, a Alimentaria Lisboa, com novos rumos estratégicos, respondendo às necessidades do setor, a feira aguarda a representação de 48 países no Parque das Nações em Lisboa. Trata-se da melhor plataforma para a promoção de produtos no mercado luso, além de ser uma porta de acesso a todos os mercados de influência portuguesa...

A Alimentária Lisboa 2009 é uma ótima oportunidade de se estreitar as relações bilaterais entre Brasil e Portugal. Celebrado a cada dois anos em Lisboa, alternando com a Alimentária em Barcelona, o Salão Internacional de Alimentação estima, para a sua décima edição, a presença de 34.000 visitantes, 2.000 marcas, mais de 1.000 expositores e uma área com cerca de 42.000m². O evento destaca-se, ainda, por seu caráter empresarial, contribuindo com um volume de negócios de aproximadamente 175 milhões de euros, bem como um impacto econômico sobre Lisboa de 7,5 milhões de euros.

O evento conta com uma vasta gama de produtos e tecnologias em exposição que estarão dispostos em nove salões setoriais. Vale sublinhar uma das apostas da Alimentaria Lisboa 2009: a realização do primeiro Intervin, o Salão de Vinhos, que será o único Salão a dispor de uma Comissão Organizadora própria complementar à Comissão Organizadora da Feira.

A missão, que parte no dia 17 de abril, irá contemplar além de visitação a feira, atividades paralelas como visitas a indústrias locais, redes de varejo e seminários.

Os empresários interessados em participar deverão procurar o CIN/AM, através dos telefones: 92 3631-0907; 3631-0899 ou ainda pelos e-mails: cin@fieam.org.bre, tereza@fieam.org.br, rafaela@fieam.org.br, jmarcelo@fieam.org.br




Read more!

FIEAM realiza curso sobre mercado internacional

A Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), por meio do Centro Nacional de Negócios do Amazonas (CIN), promoveu ontem o curso de Sistemática de Importação para micro, pequena e grande empresa.

O curso é também resultado de parceria entre a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e a empresa Aduaneira, voltada para a área de importação, despachos e procedimentos administrativos...

Segundo o gerente executivo do CIN/AM, Marcelo Lima, a capacitação tem grande retorno para o Sistema FIEAM. “Além de capacitar, que é o principal objetivo do CIN, há o retorno da divulgação. O mais importante é ajudar na formação de multiplicadores”, afirmou o gerente.

Para a instrutora do curso, consultora e facilitadora da Aduaneira, Romênia Marinho, é de suma importância dar uma visão geral para os participantes sobre o funcionamento do mercado internacional. “De início, debatemos a troca de experiência entre eles, mas o principal foco do curso é aprofundar mais a sistemática de importação”, disse a instrutora.

Para o diretor geral da Faconsa da Amazônia, Roberto Garcia, o curso tem custo alto, mas vale à pena. “Já havia feito cursos na área, mas sempre fora de Manaus. É uma ótima iniciativa”, observou.



Read more!

CURSO DE CAPACITAÇÃO EMPRESARIAL

O sistema FIEAM, através do Centro Internacional de Negócios – CIN, promove no dia 20 de maio, o curso de Formação do Preço de Exportação e Analise da Competitividade em Mercados Externos . A capacitação acontece das 8:30 as 17:30 horas, no Centro de treinamento do DAMPI, na Av. Joaquim Nabuco,1919, –Centro,cujo objetivo capacitar o participante no que tange à internacionalização de empresas (busca e seleção de novos mercados, tendo como base o preço de exportação. O curso será realizado em parceria com a Editora Aduaneiras e faz parte do programa Capacitacao Empresarial e Fomento da Cultura Exportadora 2009, da Rede CIN e do Programa Europeu Al Invest. Para Manaus, também está programado o módulo: Assistente de Importação (29 de junho). Maiores informações e inscrições pelo telefone (92) 3631-0899, 3631-0907 e 3186-6511 ou ainda pelos e-mails: tereza@fieam.org.br, cin@fieam.org.br, e rafaela@fieam.org.br




Read more!

IEL consolida ações no Acre

Criado em 29 de Janeiro de 1998, o Instituto Euvaldo Lodi do Acre (IEL-AC), instituição integrante do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Acre (FIEAC), foi inspirado na mentalidade inovadora, disseminada em países mais avançados, segundo a qual a parceria universidade-indústria é fundamental para dar sustentação ao desenvolvimento do setor produtivo. Desde então, o Instituto atua na perspectiva de que a inovação tem papel estratégico para tornar a indústria competitiva, e que investimento em inovação e novas tecnologias pela indústria é condição indispensável ao crescimento em uma economia globalizada...
Assim, o IEL/AC chega aos 10 anos com o compromisso de fortalecer suas ações para contribuir com o desenvolvimento do Estado. “O grande desafio para os próximos anos é intensificar as ações de consultoria e pesquisas e solidificar, cada vez mais, a interação entre a indústria e os centros de conhecimento”, diz João Francisco Salomão – presidente do Sistema FIEAC e diretor regional do IEL.
Nacionalmente criado em 29 de janeiro de 1969, pouco antes do boom econômico dos anos 70, o IEL é resultado de uma visão estratégica de industriais da época, que previam a necessidade de estimular avanços na gestão do setor para elevar a competitividade das empresas. No Acre, o IEL foi criado com o mesmo objetivo do Núcleo Central. Segundo a superintendente do IEL/AC, Socorro Bessa, a missão de promover a interação entre a indústria e os centros de conhecimento continua a mesma.
“Ao longo dos anos, o que mudou foi o modelo de atuação, resultado de um processo de evolução da instituição, que tem investido na capacitação dos profissionais com o objetivo de melhorar a atuação e desenvolver ações de gestão e inovação nas empresas industriais, como forma de garantir a competitividade, sustentabilidade e geração de emprego e renda”, conta Socorro Bessa.
Em 2006, o IEL no Acre, sintonizado com os ditames de competitividade, obteve a certificação NBR ISO 9001/2000, tendo como política da qualidade: “Contribuir para o fortalecimento e desenvolvimento da indústria acreana garantindo a qualidade dos nossos processos internos na busca da melhoria contínua com foco na satisfação dos clientes”.
No desenvolvimento dessas ações, o IEL buscou, no decorrer de 2007, expandir e consolidar sua marca no interior do Estado, através de suas áreas Estágio, Pesquisas e Estudos Técnicos, Consultoria e Capacitação Empresarial.
Estágio
O IEL desenvolve em todo o Estado o Programa Estágio Empreendedor, atuando como agente de interação entre instituições de ensino e empresas públicas e privadas, intermediando a realização de estágio de estudantes de nível superior, médio e técnico profissionalizante, formalizando mediante convênio com instituições de ensino e empresas. Durante o estágio, o estudante tem a oportunidade de aplicar os conhecimentos teóricos, aprendidos na escola, adquirindo a prática profissional necessária a sua formação.
“A prática do estágio é uma das melhores opções para as empresas identificarem novos talentos para seus negócios. O Programa de Estágio IEL Empreendedor é o centro de oportunidades para esse encontro”, explica a superintendente do IEL.
Pesquisas e Estudos Técnicos
O IEL possui profissionais altamente capacitados para apresentar as melhores oportunidades de investimentos para seu negócio. Os estudos e pesquisas do IEL se concentram nas principais funções da gestão – como uma ferramenta de apoio para o planejamento e a tomada de decisão na sua organização, com foco nos segmentos industriais, comerciais e de serviços.
Capacitação Empresarial
O Núcleo de Capacitação Empresarial do IEL objetiva capacitar, com excelência, executivos de empresas privadas, governamentais e de terceiro setor levando a eles, instrumental necessário para desenvolverem seus potenciais e agregar valor às organizações.
Por meio das ações que proporcionam conhecimentos aos empresários, gestores e dirigentes, o IEL contribui para a melhoria da produtividade e competitividade do setor industrial acreano.
Consultoria Empresarial
O IEL conta com uma equipe de consultores prontos para realizar consultorias em gestão para atender as necessidades específicas de empreendimentos produtivos.
Os consultores analisam a situação de cada empresa, acumulam informações, identificam possíveis problemas e apresentam soluções. A instituição possui um banco de consultores capacitados para contribuir com a melhoria da gestão empresarial e dos processos produtivos das empresas.
Um grande diferencial do IEL na área de consultoria é no Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat (PBQP-H). A instituição é a única no Estado que prepara as empresas para a certificação nesta área.
“As vitórias alcançadas até aqui são resultados de uma visão com foco no cliente, e de oferta de serviços de qualidade, pois o IEL está preparado para os novos desafios e para ser um grande parceiro das empresas industriais, nas ações voltadas à inovação e na melhoria da gestão, o que contribuirá para a elevação da sua competitividade no mercado”, analisa Salomão.



Read more!

IEL realinha estratégias de marketing

Otimismo e inovação. Essas são as duas palavras que vão nortear as ações do Instituto Euvaldo Lodi (IEL) no Estado este ano. Com base em seu planejamento estratégico, toda a equipe da instituição esteve reunida na manhã desta sexta-feira, 6 de fevereiro, para fazer o realinhamento estratégico de marketing para 2009/2010.
“Estou muito entusiasmada. Apesar da crise econômica, acredito que iremos crescer muito e expandir ainda mais nossos serviços”, destacou Socorro Bessa, superintendente regional...
Nos últimos três anos, o IEL teve um incremento de 244% no que diz respeito à inserção de estagiários no mercado e as metas para 2009 são ainda mais desafiantes. Ao massificar o Sistema de Gestão de Estágio (ferramenta de atendimento online tanto para empresários, quanto para instituições de ensino e estudantes), ampliar e renovar convênios, incentivar a participação de mais empresas no Prêmio Melhores Práticas do Estágio, a instituição espera dobrar esta porcentagem até dezembro.
O IEL também assumiu o compromisso de se consolidar como instituição de pesquisa e, para isso, vai em busca da certificação ISO 9001 – núcleo que ainda não possuía o selo – além de intensificar ainda mais o treinamento da equipe de pesquisadores e melhorar sua infraestrutura.
CAPACITAÇÃO – Um exemplo de que o IEL prima pela modernização e atualização constantes é a realização de um curso sobre a reforma ortográfica, na segunda quinzena de fevereiro, a fim de atualizar empresários e acadêmicos para as novas normas da Língua Portuguesa. Além deste, a instituição realiza, sempre em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), cursos de especialização e MBA de acordo com as necessidades do mercado local. A instituição já começou o ano oferecendo um MBA em Gestão Empresarial. As vagas estão abertas até cinco de março. Informações pelo telefone 3212-4216.
No que depender do entusiasmo e dinamismo do Núcleo Regional Acre, 2009 será um ano de grandes realizações. “Com toda a equipe trabalhando integrada, surge uma série de idéias para ajudar este Estado a se desenvolver. O IEL nos motiva a correr atrás, a nos modernizar. Temos esperança de um ano excepcional”, acredita João Francisco Salomão – presidente da FIEAC e diretor regional do IEL.



Read more!

Programa Estágio Empreendedor IEL/AC

O Instituto Euvaldo Lodi do Acre - IEL/AC, dentre suas linhas de atuação desenvolve o Programa de Estágio, cujo principal objetivo é promover a interação entre as instituições de ensino e o setor econômico, possibilitando a melhoria da qualificação e a complementação da formação profissional dos estudantes.
O estágio, na visão empreendedora do IEL/AC, é um meio de aliar teoria às práticas empresariais. “É quando estudantes, instituições de ensino e empresas ganham juntos. É dar chance a novos talentos, é inovar, ter novas oportunidades e aproveitar os bons resultados desta experiência”, avaliou a superintendente do IEL no Acre, Socorro Bessa...
Por manter uma estratégia arrojada na seleção e um acompanhamento contínuo dos estagiários, apresenta soluções adequadas e eficientes para as empresas que investirem na formação e desenvolvimento de seus futuros profissionais.
Desta forma, o IEL garante às empresas-clientes um serviço ágil e assertivo, além de um investimento seguro, com os resultados planejados e cumprindo as exigências legais. O Programa de Estágio Empreendedor do IEL/AC possui o Sistema de Gestão da Qualidade certificada pela ISO:9001:2000.
Isto tudo demonstra que o Programa de Estágio Empreendedor do IEL/AC é uma ferramenta eficaz na identificação e encaminhamento de talentos para as melhores empresas do Acre.
Para o estudante, o estágio representa a sua estréia profissional no mercado de trabalho. Essa é a grande oportunidade do estagiário aplicar seus conhecimentos acadêmicos em uma experiência profissional, buscando desenvolver competências fundamentais para a empresa e garantindo o seu desenvolvimento e futuro profissional.
O compromisso do IEL é com o desenvolvimento do Estado do Acre. Escolha o melhor para a sua empresa, contrate os estagiários do IEL. Informações pelo telefone: 3212-4271 / 3212-4273 ou pelo e-mail iel@ielac.org.br.




Read more!

Gerenciamento de projetos:Como transformar estratégias em resultados

Qual a importância de se aprender a gerenciar projetos? Para o professor e coordenador do curso de MBA em Gerenciamento de Projetos da Fundação Getúlio Vargas (FGV), José Ângelo do Valle, este é um diferencial competitivo. “No mundo inteiro, as empresas estão percebendo que são compostas de um conjunto de projetos, estão se estruturando por projetos e a metodologia de gerenciamento sendo reconhecida internacionalmente”, afirma.
De acordo com o professor, qualquer esforço voltado para um objetivo é um projeto. Daí a importância de se definir estratégias e elaborar um plano bem detalhado para executá-los. “O efetivo controle dessas atividades chamamos de gerenciamento”, explica Ângelo. “Então, os projetos transformam as estratégias em resultados”...
O sexto módulo do curso, realizado no Estado em parceria com o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), aconteceu nesta semana na Sala de Treinamento 1, da Federação das Indústrias do Estado do Acre (FIEAC). Nele, Ângelo, que é o atual presidente da Seção Regional Rio de Janeiro do Project Management Institute (PMI), tratou sobre a metodologia adotada por esta instituição.
“É a espinha dorsal do módulo”, comentou. “Alunos que saem com certificado no MBA em Gerenciamento de Projetos são reconhecidos dentro e fora do Acre e do país como masters em gerenciamento. E vão poder contribuir efetivamente acertando no projeto ideal para a melhoria da eficiência dos processos de negócios das organizações. Espero que este MBA seja útil a todos os alunos para sua realização profissional e humana”, finalizou o professor.



Read more!

Empresas buscam parcerias com o SENAI para capacitar funcionários

Quando se fala em educação profissional o SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) logo é lembrado. No Acre, a instituição comemorou em agosto deste ano o seu 33º aniversário com o reconhecimento da sociedade acreana pela oferta de ensino profissionalizante de qualidade, com inclusão social e suporte técnico para as empresas. Tal credibilidade justifica o aumento no número de demandas por parte do setor industrial em todo o estado, principalmente no que se refere à capacitação e qualificação dos seus funcionários.
A ‘Novesa Veículos’, revendedora FORD em Rio Branco, pode ser citada como exemplo de uma das empresas da capital que mais fechou parcerias com o SENAI. A última delas, em agosto deste ano, possibilitou a qualificação de uma equipe de 9 funcionários da Novesa, além de 3 instrutores técnicos do SENAI/AC, todos da área de mecânica automotiva. O curso ‘Reparo de transmissão automática’ e ‘Apresentação do novo Ford KA’ foi ministrado pelo consultor da FORD do Brasil, Norberto Valente...
As aulas aconteceram na Escola SENAI entre os dias 25 e 30 de agosto, com carga horária total de 20h. Segundo Valente, os avanços tecnológicos no mercado automobilístico ocorrem de maneira veloz. “É uma troca de experiências consolidada pela soma de esforços que visam principalmente oferecer qualificação aos profissionais e, como conseqüência, um serviço diferenciado para os consumidores deste mercado, especialmente aqui em Rio Branco”, disse Valente.
Até o mês junho de 2008 o SENAI/AC realizou 107 atendimentos às indústrias do estado dentro de suas duas linhas de negócio: Educação Profissional e Serviços Técnicos e Tecnológicos. Existem hoje na capital Rio Branco duas unidades estruturadas com o que há de mais moderno em tecnologia industrial e laboratórios, para atender especialmente às demandas dos segmentos de confecção, panificação, eletricidade, mecânica automotiva, refrigeração, informática, construção civil e marcenaria.
“As empresas querem capacitar seus funcionários em uma instituição que tenha credibilidade e compromisso com o desenvolvimento. Hoje o SENAI é esta referência em nosso estado, por contar com o que há de mais avançado em tecnologia para garantir uma educação profissional de qualidade”, finalizou Solange Chalub Teixeira, Diretora Regional do SENAI/AC.



Read more!

Banco da Amazônia apresenta linhas de crédito para empresários industriais

Micro e pequenos empresários industriais foram apresentados, na tarde desta terça-feira, 17, a novidades do programa FNO – Amazônia Sustentável (Fundo Constitucional de Financiamento do Norte), do Banco da Amazônia. O encontro aconteceu na Federação das Indústrias do Estado do Acre (FIEAC), com a participação do superintendente regional do Banco, Marivaldo Neto, já anunciando que neste ano os investimentos do Fundo para o Estado serão 27% superiores em relação a 2008...
Entre os principais produtos do FNO para os empresários locais estão a segmentação de clientes; o FNO Exportação; financiamento em imóveis alugados; compra de máquinas e equipamentos sem apresentação de projetos; capital de giro isolado pelo FNO e recurso próprio com seis meses de carência e 18 meses para pagar sem necessidade de projetos; garantia de recebíveis ou aval dos sócios; e garantia de máquina ou veículos, somente o próprio bem, para clientes de risco A ou AA.
O maior objetivo, com isso, é conferir mais agilidade na contratação de financiamentos. “Acreditamos que neste ano chegaremos a mais de R$ 200 milhões contratados com facilidade. Mas o patrimônio do Fundo está crescendo, uma vez que provém da arrecadação de impostos e IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), portanto teremos condições de atender muitos projetos”, garantiu Marivaldo.
Ele tranquilizou os empresários quanto à crise, apresentando várias razões para se ter otimismo, conforme reportagem da revista Veja de 4 de março: reservas de 200 bilhões de dólares intocadas depois de seis meses de crise; bancos competentes, regulados, com baixa exposição a riscos; ausência de bolhas de crédito e imobiliária, com potencial de crescimento real desses setores; mercado interno forte, crescendo em poder de compra e em proporção da população; estabilidade política, em que a democracia foi entronizada como patrimônio nacional; e as mesmas projeções que apontam estagnação no mundo estimam crescimento do PIB do Brasil em 2009.
FNO 2009 – No próximo dia 26, em parceria com o Governo do Estado, o presidente do Banco da Amazônia, Abidias José de Sousa Júnior, fará o lançamento dos recursos do FNO para 2009 destinados ao Acre. Para o presidente da FIEAC, João Francisco Salomão, essa iniciativa vem ao encontro das necessidades dos empresários acrianos, uma vez que a concessão de crédito é um dos grandes gargalos do setor produtivo privado local.
“Para que a indústria se desenvolva e se fortaleça, ela deve se tornar cada vez mais independente do Estado. E uma das maneiras de se conseguir essa independência é por meio da concessão de créditos, com prazos mais flexíveis para pagamento”, destacou.



Read more!

Parceria CNI-BID investirá US$ 6,5 milhões em projetos de desenvolvimento regional

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) vão investir, ao longo dos próximos quatro anos, US$ 6,5 milhões no Programa Desenvolvimento Territorial, que vai apoiar projetos de fortalecimento da atividade econômica em todo o país. Na primeira etapa, serão beneficiados arranjos produtivos locais (APLs) e cadeias produtivas nos estados do Acre, Pernambuco, Goiás e Espírito Santo.
Do total, 60% dos recursos serão bancados pela CNI e o restante pelo BID. “Com o Programa, iniciado neste mês, vamos buscar soluções para problemas estruturais no desenvolvimento dos setores de produção e incrementar o processo inovativo provocado pela relação entre instituições de conhecimento e empresas”, informa o gerente-executivo de Cooperação Internacional da CNI, Renato Caporali. Também promoverá ações em busca de mercados para a comercialização de novos produtos.
Centenas de empresas estarão, de várias formas, envolvidas no projeto, pioneiro no Brasil em termos de iniciativa privada. Para o executivo da CNI, trata-se de um avanço na política de desenvolvimento econômico de bases territoriais, como são os APLs e as cadeias produtivas. A ideia é estimular inovações que possam desenvolver a economia regional.
Segundo Caporali, a Confederação vai orientar os sindicatos patronais de indústria a se envolver no Programa. “Queremos que sejam mais do que representantes de interesses para se tornarem atores do desenvolvimento da base do país.”
ACRE
As madeireiras e as indústrias de móveis, esquadrias e artefatos de madeira de Rio Branco investem na preservação da floresta para garantir matéria-prima abundante e de qualidade às linhas de produção. O processo começa com o manejo florestal – técnica de seleção e corte de árvores de baixo impacto ambiental – e termina com o aproveitamento integral dos resíduos na produção de pequenos objetos ou na geração de energia. O resultado é o lucro para as empresas e ganhos para o meio ambiente.
O combate ao desmatamento e os recursos disponíveis na floresta inspiram a inovação e estimula a parceria entre empresas e centros de conhecimento.
Esse será o foco do Projeto CNI-BID, que está sendo implementado nos segmentos de madeira e móveis nos municípios de Rio Branco e Cruzeiro do Sul. As ações serão direcionadas para garantir a exploração sustentável e a formulação de produtos e processos inovadores, que possibilitem a inserção dos segmentos em mercados que reconheçam esse diferencial competitivo.
Em Pernambuco, a parceria CNI-BID atuará em duas vertentes: promover a qualificação das empresas do setor metal mecânico e apoiar a consolidação do território do Complexo Portuário de Suape como importante centro de desenvolvimento econômico, social e ambiental. No Espírito Santo, o projeto atenderá o setor de rochas ornamentais. Em Goiás, a parceria CNI-BID se voltará para projetos de desenvolvimento de pequenos empreendimentos ligados direta ou indiretamente ao setor automobilístico.



Read more!

Critério de proporcionalidade será tema de próxima sessão do Parlamento do Mercosul

A definição do critério de proporcionalidade para a eleição dos futuros representantes de cada país do bloco deverá ser o principal tema da próxima sessão do Parlamento do Mercosul, que começa na segunda-feira (27). Pela primeira vez, a sessão ocorrerá em Assunção, capital do Paraguai, país que ocupa neste semestre a presidência pro tempore do parlamento...

O critério a ser definido determinará quantos parlamentares serão eleitos pelos integrantes do Mercosul - Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, como membros plenos, e Venezuela, atualmente em processo de adesão. Durante a última sessão do parlamento, realizada em Montevidéu, a Mesa Diretora criou um grupo de trabalho composto por parlamentares e técnicos dos cinco países e determinou que o grupo apresentasse uma proposta em 30 dias.

Até o momento, cada um dos quatro membros plenos conta com 18 parlamentares, independentemente do tamanho de sua população. A Venezuela é representada por nove parlamentares, com direito a voz, mas não a voto. Por meio do novo critério, busca-se criar a chamada "proporcionalidade atenuada", que aumente as bancadas dos países mais populosos garantindo espaço, ao mesmo tempo, às bancadas dos países menores.

A definição do critério de proporcionalidade esbarrava, até o momento, em resistência principalmente do Paraguai, único país que já realizou a eleição direta dos parlamentares do Mercosul. Durante a próxima reunião, pode ser costurado um acordo que permita a ampliação das bancadas dos países mais populosos, em troca do início do debate - sugerido pelo Paraguai - para se criar um efetivo tribunal de solução de controvérsias, cujas decisões seriam de caráter obrigatório para todo o bloco.

Caso seja aprovado durante a próxima sessão, o "critério de representação cidadã" - como define o protocolo constitutivo do parlamento - será apresentado ao Conselho do Mercado Comum, órgão supremo do bloco composto por ministros das Relações Exteriores e da Economia dos países membros. Logo que a decisão tenha sido referendada pelo conselho, caberá a cada um dos países estabelecer a regra para as eleições de parlamentares do Mercosul.

Pela atual etapa de transição para a criação do parlamento, as eleições de parlamentares do Mercosul ocorrerão de forma simultânea às primeiras eleições gerais que vierem a ocorrer em cada país - no caso brasileiro, em 2010. Mas ainda não se sabe se as eleições poderão mesmo ocorrer no próximo ano, uma vez que as regras para a sua realização, no caso do Brasil, devem ser definidas com pelo menos um ano de antecedência - ou seja, até o início de outubro deste ano, cerca de cinco meses depois da próxima sessão do Parlamento do Mercosul.
Marcos Magalhães / Agência Senado
(Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)
90092



Read more!

Sarney acredita que atuação de Obama irá contribuir para aproximação entre EUA e Cuba

O presidente do Senado, José Sarney, disse nesta segunda-feira (20) que a atuação do presidente Barack Obama poderá contribuir para uma aproximação entre os Estados Unidos e Cuba. Durante a 5ª Cúpula das Américas, encerrada no último domingo (19), Obama anunciou uma política de aproximação com Cuba, com medidas que prevêem o fim das restrições de viagens e de remessa de dinheiro àquele país por cidadãos cubano-americanos.

- O problema há muito tempo devia ser resolvido. Com o presidente Obama as coisas estão avançando para normalizarmos essa situação, que há tanto tempo preocupa todos nós. Desejamos que Cuba se torne uma democracia plena - afirmou Sarney em rápida entrevista à imprensa...

O fim do embargo econômico dos Estados Unidos sobre Cuba e a reinclusão do país à Organização dos Estados Americanos (OEA) também foi defendido pelos participantes da cúpula, realizada em Porto of Spain, capital de Trinidad e Tobago, com a presença de lideranças de 30 países da região e de Barack Obama.

Sarney lembrou que, no caso do Brasil, a "diplomacia presidencial" de aproximação com Cuba teve início nos anos 80, durante o período em que ocupou a Presidência da República (1985-1990).

- Confesso que iniciamos a diplomacia criando o Grupo dos 8, no México, quando levantei pela primeira vez que deveríamos incluir Cuba no sistema americano. O assunto foi debatido na nossa primeira reunião, em Acapulco, acho que em 1986 - recordou Sarney.

Exclusão

Em janeiro de 1962, ministros das Relações Exteriores dos países da Organização dos Estados Americanos (OEA), criada em 1948, reuniram-se sob os auspícios do Tratado Interamericano de Assistência Recíproca (Tiar) para considerar as ameaças à paz e à independência política dos estados americanos.

A conferência focava-se na situação política do governo de Cuba, cujo líder, Fidel Castro, declarara adesão ao marxismo-leninismo, e nas alegadas ações contra países vizinhos. Após dez dias de discussões, em 31 de janeiro, Cuba foi suspensa da Junta Interamericana de Defesa e da OEA, sendo que esta última decisão não contou com votos favoráveis dos maiores países latino-americanos, incluindo o Brasil.

A delegação brasileira, liderada por Francisco Clementino de San Tiago Dantas, opôs-se às sanções contra Cuba e, junto com Argentina, México, Chile, Bolívia e Equador, absteve-se da resolução que suspendia o governo cubano da OEA.

San Tiago Dantas tornou-se uma das principais figuras da reunião, defendendo firmemente a inoperância e ilegalidade de sanções, cujo resultado (na visão de San Tiago), seria a consolidação da influência soviética, de acordo com a Revista Brasileira de Política Internacional, editada pelo Instituto Brasileiro de Relações Internacionais.

Ainda em 1962, foi decretado o embargo econômico dos Estados Unidos sobre Cuba.
Paulo Sérgio Vasco / Agência Senado
(Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)
90105



Read more!

Resultado da pesquisa