25 de mar de 2009

Exportação de gado vivo deve ser menor em 2009

O Brasil encerrou o ano de 2008 exportando 382 mil cabeças de bovinos vivos
Os principais compradores foram a Venezuela e o Líbano. Mas a exportação de gado vivo deve ser menor em 2009, informa a Scot Consultoria.

Em 2007 as exportações somaram 418 mil cabeças, uma queda de aproximadamente 9,5% entre um ano e outro.

"A queda do volume de embarques entre 2007 e 2008, se deu por razões diferentes das que devem provocar a queda neste ano", destacam os analistas.

Atualmente, a Venezuela, maior importador do Brasil, passa por maus bocados em função da queda do preço do petróleo. A economia venezuelana está fundamentada na indústria petrolífera e a queda do preço do barril do petróleo vai contra os interesses do país.

Por outro lado, a derrocada dos preços do petróleo, fazem com que o preço do frete marítimo caia, estimulando os embarques.

A desvalorização do real também deve ajudar no fluxo para o exterior.

"O problema é que o mercado de gado em pé atendido pelo Brasil ainda é muito pequeno, basicamente restrito à Venezuela e ao Líbano", afirmam os analistas. "Com a atual instabilidade econômica dos frigoríficos seria de bom alvitre que essa modalidade de negócio fosse ampliada e incentivada", comentam.


0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa