25 de mar de 2009

Egípcios buscam granitos no estande do Brasil

Espaço brasileiro na Feira Internacional do Cairo recebeu empresários do ramo interessados em importar pedras ornamentais.

Cairo – O estande brasileiro na Feira internacional do Cairo continua atraindo empresários empenhados em fazer negócios com o Brasil. É o caso de Mohamed Hosni, diretor administrativo de uma empresa do setor de mármore e granito. “Ele nos pediu para providenciar informações sobre exportadores brasileiros de mármores e de granitos”, conta o assistente de comércio exterior da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, Hans Lazarte Lima...

Sua empresa é especializada na industrialização do mármore e do granito. “Ao lado disso fazemos também a manutenção de maquinário ligado ao trabalho com esses materiais, como máquinas de corte”, explicou Hosni. “Em minhas pesquisas feitas na internet descobri que o Brasil tem um grande potencial neste setor e que o mármore e granito são os que apresentam melhor qualidade no mundo inteiro” disse.

Segundo Hosni, foi essa a razão que o levou diretamente ao estande brasileiro na Feira do Cairo. “Estou buscando meios de estabelecer contatos com empresas brasileiras do setor, conhecer seus nomes, ter acesso a listas de preços de seus produtos” afirmou. Ele está interessado também em ter informações sobre empresas que trabalham no setor de industrialização do mármore e do granito.

Além do fator qualidade, o preço também fez com que Hosni buscasse novas fontes de fornecimento de mármore e granito para a sua empresa. “Notei que os preços europeus estão cada vez mais elevados, o que dificulta cada vez mais nosso trabalho com eles. E por essa razão comecei a buscar novas fontes de fornecimento desses produtos”, disse.

Segundo Lima, o egípcio se interessou muito pelas amostras de mármore e granito e pelo catálogo da Gramazon, uma empresa brasileira do ramo.

Paralelamente aos trabalhos no estande, a assistente de Marketing da Câmara Árabe, Karina Cassapula, manteve encontros com organizadores egípcios de feiras setoriais para discutir a possibilidades de futuras participações de empresas brasileiras em outros eventos. “Mas desejamos que isso seja um movimento em duplo sentido, ou seja, tanto fazer com que empresas brasileiras venham participar de feiras egípcias especializadas, como também levar empresas egípcias para expor seus produtos em eventos desse tipo no Brasil”, explicou Karina.

Ela esteve com três representantes de instituições especializadas na organização de eventos setoriais no Egito: a OK Trust, que organiza a feira Lacasa, especializada no setor de móveis e decoração de alto padrão; a Prestige, ligada à área de alimentos; e a Egymedica que é uma feira especializada em equipamentos médicos e hospitalares.


0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa