30 de mar de 2009

Colômbia vai a Doha buscar diversificação de mercados

Direto da CCAB

O país levará oito representantes do setor privado ao fórum empresarial da Aspa, que ocorre na próxima semana no Catar. Os empresários querem vender mais aos árabes e diversificar seus mercados.
Isaura Daniel isaura.daniel@anba.com.br
São Paulo – Os empresários colombianos esperam abrir caminho para exportar mais ao mundo árabe e diversificar os seus mercados de exportação. É com essa intenção que eles vão participar do fórum empresarial que fará parte das atividades da Cúpula de Países Árabes e Sul-Americanos (Aspa), na próxima semana, em Doha, no Catar. O fórum acontece no próximo domingo (29) e segunda-feira (30) e o encontro de líderes de governo na terça-feira (31) e quarta-feira (01). Oito empresários e representantes do setor privado colombiano devem participar do encontro de homens de negócios...

Colômbia tem 45,6 milhões de habitantes
As informações são do diretor comercial da Câmara de Comércio Colômbia – Emirados Árabes Unidos e Conselho de Cooperação do Golfo (GCC), Mustafá Badawy. Segundo o diretor comercial, além de três representantes da entidade, irão ao fórum empresários colombianos dos setores de petróleo, financeiro, construção e café. De acordo com ele, a Colômbia está começando agora a intensificar as suas relações comerciais com o mundo árabe e vê na região uma possibilidade de diversificar os destinos das exportações, atualmente muito concentradas na venda de café para Estados Unidos e Venezuela.

No ano passado, até o mês de outubro, a Colômbia faturou US$ 8,4 milhões com exportações para os Emirados Árabes Unidos, principalmente com vendas de doces, esmeraldas, rosas, vidros blindados, confecções e fibra de vidro. Para o mundo árabe como um todo a Colômbia exportou, no ano de 2007, US$ 69,7 milhões. Houve um crescimento de 77% sobre o ano anterior. “Nossa expectativa para o fórum é grande, queremos abrir mercado, fazer contatos, mostrar os produtos da Colômbia, atrair investimentos. Estamos buscando novos mercados”, afirma Badawy, que estará em Doha.

Segundo o diretor comercial, as relações da Colômbia e do mundo árabe se intensificaram nos últimos anos. O processo, porém, é recente. No ano passado, por exemplo, o ministro de Relações Exteriores da Colômbia, Jaime Bermúdez, fez uma viagem a Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. Também uma missão do emirado esteve em terras colombianas. “Estamos começando, é um bom momento para a Aspa”, diz Badawy. De acordo com ele, em função da atual crise mundial o país vem se dando conta de que não pode depender tanto das exportações para os Estados Unidos e Venezuela.

A Colômbia faturou, no ano passado, US$ 30 bilhões com exportações. O café é o principal produto de exportação, mas o país também vende no exterior esmeraldas, frutas, verduras e doces, entre outros. O Produto Interno Bruto (PIB) da Colômbia é de US$ 249,8 bilhões, 54% atrelado a serviços. A indústria responde por 36,6% do PIB e a agricultura por 9,4%. A Colômbia produz, no agronegócio, café, flores, frutas, arroz, tabaco, milho, cana, cacau, óleos vegetais, produtos florestais e camarão. Os principais produtos da indústria são têxteis, alimentos, óleos, cimento, químicos, ouro e carvão. O país tem 45,6 milhões de habitantes.



0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa