20 de mar de 2009

Argentina aprova o uso de algodão com duas tecnologias combinadas

Tecnologia pioneira na América do Sul, que possibilitará mais benefícios ambientais e de produtividade aos agricultores, aguarda aprovação no Brasil.
A Argentina aprovou, no início de 2009, o uso do algodão que alia tolerância a herbicidas à base de glifosato e resistência a alguns insetos lepidópteros. Para o agricultor, o grande diferencial é que, na mesma planta, encontram-se duas características antes disponíveis apenas em variedades separadas. A tecnologia pioneira poderá permitir aos agricultores argentinos, segundo estimativa do departamento de tecnologia da Monsanto responsável pelo desenvolvimento da variedade, uma diminuição em até 33% no uso de herbicidas e inseticidas. De acordo com a Secretaria de Agricultura da Argentina, foram plantados mais de 325 mil hectares de algodão na última safra no País.

Em agosto de 2008, a Monsanto já havia obtido também na Argentina a autorização para o lançamento comercial das tecnologias combinadas para a cultura do milho. Trata-se do cruzamento convencional entre o milho MON 810 (o Yieldgard®, aprovado no Brasil em março de 2008) e o milho NK 603 (o Roundup Ready® 2, aprovado pela CTNBio, no Brasil, em setembro de 2008), produto que já ocupa 29% da área de milho daquele país já na primeira safra. A expectativa da Monsanto é de que, em breve, os agricultores brasileiros também possam contar em suas plantações com os benefícios possibilitados pelo uso de sementes dotadas da combinação dessas tecnologias por melhoramento genético clássico.

“No caso do milho e do algodão, como se tratam de produtos resultantes de melhoramento convencional entre duas tecnologias já aprovadas para produção comercial no Brasil, entendemos que estudos de segurança adicionais não são cientificamente justificados. Em razão disso, fizemos uma consulta à CTNBio (Comissão Técnica Nacional de Biossegurança) e estamos aguardando a avaliação do pedido pelos seus membros”, explica Eugênio Ulian, gerente de Relações Científicas da Monsanto no Brasil.

Desde a safra 2006/2007, o algodão Bollgard®, resistente ao ataque das pragas mais comuns da lavoura, também está disponível para plantio comercial em solo brasileiro. O algodão Roundup Ready®, desenvolvido pela Monsanto com o objetivo de possibilitar o controle eficaz do crescimento de plantas daninhas que competem com a cultura do algodão, foi aprovado pela CTNBio em setembro de 2008 e já é plantado com sucesso em países como China, Filipinas, Estados Unidos, Austrália, África do Sul além da Argentina. Em breve o produto deverá ser comercializado no Brasil.

De acordo com Ulian, a combinação das características por melhoramento clássico amplia os benefícios dos híbridos individuais desenvolvidos e aprovados. “Para os agricultores, maximizam-se as opções e a flexibilidade de manejo, já que ele poderá comprar uma única combinação de características mais adaptada às necessidades da sua produção”, explica.


0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa