8 de abr de 2009

Festa valoriza a produção de mel de Cambará do Sul (RS)

Programação do evento inclui apresentação de shows, danças, torneio de futebol, cavalgada do mel e missa do apicultor, entre outras atividades

Município gaúcho conta hoje com cerca de 400 apicultores; mel é vendido para várias cidades do estado e Santa Catarina
Cambará do Sul - Empresas e empreendedores ligados à apicultura, em Cambará do Sul, município distante 180 quilômetros de Porto Alegre, estão com tudo pronto para a abertura da 21ª Festa do Mel. O evento oferece este ano diversas atrações para os visitantes, como a ‘Mostra da Indústria, do Comércio, do Artesanato e de Produtos Coloniais’, em 30 estandes organizados por produtores locais. A festa será realizada de 8 e 12 de abril, no Ginásio de Esportes de Cambará do Sul. A entrada é gratuita.

A 21ª Festa do Mel é uma promoção da Associação Cambaraense de Apicultores (Acapi), com apoio da Prefeitura Municipal, da Emater/RS e do ‘Programa Juntos para Competir’. O programa, impulsionado pelo Sebrae no Rio Grande do Sul (Sebrae/RS), em parceria com a Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), busca organizar e aprimorar as cadeias produtivas do agronegócio no Rio Grande do Sul.

De acordo com a supervisora regional do Sebrae/RS na Serra Gaúcha, Andréa Balbinot, a 21ª Festa do Mel é resultado do esforço conjunto dos apicultores da cidade, que se organizam em busca do crescimento e desenvolvimento da atividade.

“Em sintonia com os projetos realizados pelo Sebrae/RS na Serra Gaúcha, a festa representa uma grande oportunidade para o micro e pequeno empresário expor seu produto, vendê-lo diretamente ao consumidor final e divulgar a qualidade do setor de apicultura da região dentro do mercado regional e estadual”, afirma.

A programação do evento também inclui a apresentação de shows, danças, torneio de futebol, Cavalgada do Mel e Missa do Apicultor, entre outras atividades.

O presidente da Associação Cambaraense de Apicultores, Claudio Reis, lembra que, na última edição da festa, em 2008, cerca de 4,8 mil pessoas visitaram os estandes do evento. Para esse ano, a previsão é de que o encontro reúna nove mil pessoas. “Além de movimentar a comunidade de uma forma geral, temos a expectativa de que ocorra, ainda, a movimentação de R$ 450 mil entre os diversos setores envolvidos na festa, como hotéis e restaurantes”, prevê Claudio Reis.

Segundo dados da Emater/RS de Cambará do Sul, a cidade conta com mais de 400 apicultores, que trabalham com aproximadamente cinco mil caixas de abelhas. A produção da safra local de mel 2008/2009 deverá ficar entre 100 e 120 toneladas. Entre os principais compradores do produto estão Santa Catarina e a região Metropolitana de Porto Alegre. A cidade produz o raro mel branco – néctar de flores das espécies clethra scabra e weinmania paulliniifolia (carne de vaca e gramimunha) – e também o melado, entre outros. Os produtos, com diferencial de qualidade, abastecem o mercado interno de Cambará do Sul e de outros municípios do estado.

Serviço:
Agência Sebrae de Notícias
Meu comentário:
Os futuros profissionais de Comércio Exterior devem aprender que as oportunidades não estão apenas naqueles negócios tradicionais ou mesmo, naquelas grandes multinacionais que, sem sombra de dúvidas, é o sonho de muitos universitários. Mas, as oportunidades estão em toda a parte, assim como, as abelhas que buscam pólen em todas as flores. Aqui está um dos produtos da pauta brasileira de exportações que mais vem ganhando destaque. As exportações brasileiras de mel vem aumentando ano após ano, por isso, o mercado de trabalho se mostra bastante promissor e, se torna mais uma alternativa para os jovens que desejam ingressar no mercado de trabalho. Vale a pena fazer uma pesquisa mais detalhada sobre este produto em sites especializados e conferir sua importância no comércio internacional brasileiro.

0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa