8 de abr de 2009

Embrapa promove workshop de cooperação com CIAT da Bolívia

A Embrapa Agroenergia (Brasília/DF) será uma das 14 unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que participará do Workshop para elaboração de Agenda de Intercâmbio Técnico-Científico entre Embrapa e CIAT-Bolívia.

O evento acontece nos próximos dias 7 e 8 deste mês, na Embrapa Pantanal (Corumbá/MS). Após a parceria firmada entre a Embrapa e o Centro de Investigación Agrícola Tropical, CIAT, os projetos e ações entram em prática este ano.

O encontro tem por objetivo elaborar agenda de ações técnicas entre estas instituições, para implementar as ações de trabalho conjunto. De acordo com o pesquisador da Embrapa Pantanal e organizador do workshop, Alberto Feiden, a partir deste evento será possível estabelecer ações práticas para dinamizar o intercâmbio.

Agricultura familiar, agroecologia, produção pecuária, manejo florestal, fruticultura tropical e fontes alternativas para o biodiesel estão entre os principais temas a serem apresentados pelos pesquisadores brasileiros.

Para falar da energia renovável, o pesquisador da Embrapa Agroenergia, José Dílcio Rocha, apresentará as quatro plataformas que este centro atua e que estão previstas no Plano Nacional de Agroenergia (2006 – 2011), enfatizando a do biodiesel. “Neste encontro, represento a Agroenergia, para que possamos oferecer soluções prévias e contribuir para atender os objetivos do convênio”, adiantou o pesquisador.

No primeiro dia, serão apresentadas as demandas do CIAT. Dessa forma, a Embrapa manifestará como contribuir com o centro boliviano. Além disso, serão formados grupos de trabalho em função das apresentações do dia anterior. Vale lembrar que a agenda do workshop será feita em cooperação com o CIAT.

No ano passado, a aproximação da Embrapa com o CIAT foi intensificada devido um curso realizado na Bolívia, ministrado pela Embrapa Pantanal sobre anemia infecciosa equina. Após o curso, foi assinado um convênio de cooperação técnica pelo Diretor-presidente da Embrapa, Silvio Crestana, com o governador de Santa Cruz de La Sierra da Bolívia, Rubens Costa Aguilera.
Embrapa Agroenergia
Meu comentário:
Os assunto tratados não poderiam ser de menor importância: Agricultura familiar, agroecologia, produção pecuária, manejo florestal, fruticultura tropical e fontes alternativas para o biodiesel. É o Brasil mostrando sua capacidade não só na exportação de produtos e serviços, mas, principalmente na tecnologia. O fortalecimento de nossos parceiros comerciais reflete diretamente em nosso fortalecimento a longo prazo. Ainda que questões com viés político possam gerar opiniões contrárias, este é o momento de nossas autoridades se colocarem em uma posição supra-partidária e incentivar ações como esta. Parceiros fortes, com economias fortes representam potenciais importadores e exportadores fortes para o Brasil no futuro. A Embrapa, como já mencionado em outros textos deve, sem margem para discussão, ser um dos órgãos que receba maior investimento por parte do governo.


0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa