27 de mar de 2009

Soja desvaloriza com recuo da China

O grão respondeu à pressão dos produtores de óleo da China, que cobram do governo aumento das tarifas de importação da soja.
Os contratos de soja com vencimento em julho caíram 0,58% na Bolsa de Chicago (CBOT) e encerraram o pregão de ontem cotados a 940,50 centavos de dólar por bushel. O grão respondeu à pressão dos produtores de óleo da China, que cobram do governo aumento das tarifas de importação da soja.
Os contratos de trigo para julho fecharam em alta de 1,20%, cotados a 527,50 centavos de dólar por bushel, na CBOT. Os preços subiram, pela primeira vez em cinco dias, com o aumento das exportações favorecidas pela queda do dólar frente outras moedas. Os embarques de trigo dos EUA subiram 24% na semana encerrada em 19 de março, de acordo com relatório do governo dos EUA.

Os contratos de milho para julho fecharam em alta de 1,26% na Bolsa de Chicago, cotados a 401,25 centavos de dólar por bushel. Os preços subiram com aumento da demanda pelo milho dos EUA, maior exportador mundial. As vendas externas dos EUA chegaram a 1,19 milhão de toneladas métricas na semana encerrada em 19 de março, segundo relatório do Departamento de Agricultura do país


0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa