27 de mar de 2009

Otimismo e perspectivas de bons negócios no segundo dia da Fimec

Novo Hamburgo/RS - A movimentação foi intensa pelos corredores da 33ª Fimec (Feira Internacional de Couros, Produtos Químicos, Componentes, Máquinas e Equipamentos para Calçados e Curtumes) durante o segundo dia da feira, nos Pavilhões da Fenac, em Novo Hamburgo. O otimismo e a prospecção de negócios entre compradores e expositores são as palavras chaves no evento. “Conversando com os expositores e visitando os estandes confirmamos a expectativa inicial de otimismo”, observa o diretor-presidente da Fenac, Ricardo Michaelsen. Ele e o prefeito de Novo Hamburgo, Tarcísio Zimmermann, visitaram estandes e trocaram idéias sobre as expectativas de negócios no setor, mostrando a satisfação em contar com a participação de 1.200 marcas nesta edição, totalizando 29 países e vários estados brasileiros. Um dos expositores visitados foi a empresa Astech, de São Leopoldo, que desenvolveu a ColorMap – primeira ferramenta capaz de avaliar a cor do couro e de laminados sintéticos de forma objetiva. O sistema foi apresentado pelo diretor comercial Alexandre Becker...
“A feira está bonita, bem visitada e todos estão elogiando a estrutura preparada pela Fenac”, comentou o prefeito Zimmermann. "A Fimec é uma feira extraordinariamente importante para a produção de calçados, pois serve como referência em tecnologia. O empresário de Novo Hamburgo e da região pode conhecer o que há de novidades no setor sem precisar viajar. E quem vem de fora nos traz um importante incremento na área de turismo”, comemora Zimmermann.
Em estandes lotados negócios eram iniciados e contatos feitos. Carlos Eduardo Cardoso, sócio-gerente de uma empresa de componentes de Santa Catarina, destacou essa característica. “O ritmo aqui dentro não é de feira, e sim de trabalho. Em alguns estandes é difícil de conversar, pois sempre tem muita gente entrando. Se uma pequena parte destes fechar negócio, já teremos uma excelente Fimec”, disse Cardoso.
Mark Etcheverria, que representa um pool de investidores do ramo calçadista dos Estados Unidos, circulava pelos corredores da Fimec. “É a terceira vez que venho visitar a Fimec, mas não estive presente nas duas últimas edições. Venho mais para observar e fazer contatos. Foi uma surpresa ver tanto movimento, algumas pessoas com quem falei já adquiriram máquinas e equipamentos. Pensei que com a crise a feira estaria menor”, surpreendeu-se. Entre aqueles que vieram buscar boas oportunidades está Rodrigo Bohn, supervisor de uma empresa de Feliz, no Rio Grande do Sul. Ele avaliou a feira como uma excelente oportunidade de saber das novidades e de iniciar parcerias. “Viemos ver o que há de novo, principalmente em maquinários. Como trabalhamos com marca própria, atendendo o mercado interno, a crise não nos pegou de jeito. Estamos pensando inclusive em aumentar nossa produção”, conta Bohn.

Climatização - O ambiente está dos mais agradáveis durante a feira. Os pavilhões da Fenac S.A., onde se realiza a Fimec, estão oferecendo um maior conforto para os visitantes e expositores, registrando uma temperatura média entre 19 e 20 graus. A climatização dos pavilhões exigiu um investimento de R$ 2,2 milhões, que contou com o financiamento da Boncred Leasing. O sistema instalado permite o controle total da temperatura interna, podendo ser regulada tanto para a refrigeração quanto para o aquecimento.
A Fimec 2009 segue até esta sexta-feira, das 13 às 20h e conta com a participação da ABECA - Associação Brasileira de Estilistas de Calçados e Afins; ABQTIC - Associação Brasileira de Químicos e Técnicos da Indústria do Couro; ABRAMEQ - Associação Brasileira das Indústrias de Máquinas e Equipamentos para os Setores do Couro, Calçados e Afins; AICSUL - Associação das Indústrias de Curtume do Rio Grande do Sul; ASSINTECAL - Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos; CICB - Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil; IBTeC - Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos e apoio da ACI-NH/CB/EV - Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, e Centro Universitário Feevale.

De Zotti - Assessoria de Imprensa
Em 25/03/2009


0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa