5 de mar de 2009

Auditor coloca dúvida na capacidade de sobrevivência da GM


Valor Online

SÃO PAULO - O Deloitte & Touche, auditor da General Motors (GM), expressou nesta quinta-feira suas dúvidas quanto à capacidade de sobrevivência da montada, que dependerá em parte do aumento das vendas de veículos.
Em comunicado à Securities and Exchange Commission (SEC, comissão de valores mobiliários dos Estados Unidos), a GM comentou a possibilidade de falência se seu plano de viabilidade, submetido ao Congresso americano, não tiver êxito. A empresa já havia alertado que a falência seria mais cara do que o atual pedido de socorro financeiro ao governo dos EUA.
A GM busca US$ 30 bilhões em empréstimos da administração americana e também recorre a governos de outros países, como Canadá, Alemanha e Reino Unido. Dos EUA, a companhia já recebeu US$ 13,4 bilhões e quer outros US$ 16,6 bilhões. Pelo plano levado ao Congresso, as vendas de veículos precisam avançar no próximo ano.
A sobrevivência da GM depende ainda de sua capacidade de obter liquidez e financiamento para estabelecer um nível adequado de endividamento, entre outros fatores.
"O fracasso na obtenção de financiamento suficiente do governo dos Estados Unidos ou de governos fora dos EUA pode nos levar a encolher ou cessar operações ou buscar a reorganização de determinadas subsidiárias fora dos Estados Unidos", consta do documento.
(Valor Online, com agências internacionais)

0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa