16 de abr de 2009

Feira da Floresta acontece de 22 a 25 de abril em Gramado (RS)

Gramado/ RS - A cidade de Gramado (RS) recebe entre os dias 22 e 25 de abril de 2009 a primeira edição da Feira da Floresta, a ser realizada no Centro de Eventos Serra Park. Com o objetivo de dar maior visibilidade ao setor de florestas plantadas e oportunizar novos negócios, o evento colocará em exposição produtos madeireiros e inovações na área da tecnologia de produção florestal e industrial. No conjunto das empresas expositoras, reúne-se equipamentos para o plantio, manejo, colheita, transporte, controle e acompanhamento ambiental, assim como tecnologias e recursos mateirais para a produção em médias e pequenas propriedades rurais que desenvolvam a integração agrossilvipastoril. De forma simultânea, ocorre uma mostra educativa sobre os benefícios das florestas e um fórum internacional de debates sobre o agronegócio florestal, entre outras reuniões paralelas de entidades apoiadoras.

"A Feira da Floresta nasce com a proposta de se inserir como um marco de afirmação do setor florestal no no Rio Grande do Sul, onde a atividade é desenvolvida há mais de 100 anos e hoje ganha destaque com novos projetos em instalação. Trata-se de um momento único para esta cadeia produtiva projetar seu avanço baseado na promoção do desenvolvimento sustentável, capaz de gerar o crescimento econômico com justiça social e conservação ambiental", afirma Roque Justen, presidente da Associação Gaúcha de Empresas Florestais (Ageflor) e também sócio da Futura Feiras e Empreendimentos, empresa organizadora do evento.

O Rio Grande do Sul é um dos principais estados brasileiros no plantio de acácia negra, eucalipto e pínus e a Feira da Floresta será o momento de apresentar o que está sendo feito e o que será feito no futuro pelo setor da cadeia produtiva de base florestal. Para isso, a expectativa é de reunir um público amplo na exposição, que envolve desde fabricantes, representantes, distribuidores, importadores e exportadores de máquinas e equipamentos para a produção florestal, industrialização da madeira e produtos não-madeireiros, fornecedores de matérias-primas, componentes, acessórios, ferragens e ferramentas para a indústria do processamento da madeira e indústria química até os produtores rurais, prestadores de serviços, profissionais, acadêmicos e estudantes do setor, entidades, governo, entre outros.

Hoje, existem aproximadamente 560 mil hectares de florestas plantadas com fins comerciais em todo o Rio Grande do Sul. O número representa 1,9% da superfície do Estado, distribuídos em centenas de municípios gaúchos. Com novos investimentos a serem confirmados, existe a previsão de atingir até 900 mil hectares, não mais que 3,2% do território gaúcho, tornando o Estado o segundo pólo florestal-industrial brasileiro, com as novas indústrias que chegam e ampliação das já existentes, como nos projetos de fábricas produtoras de MDF e celulose. Na forma de plantios de empresas e de médios e pequenos produtores rurais, próprios ou em parceria, difunde-se cada vez mais a integração agrossilvipastoril no interior do Estado. "A base dessa verdadeira revolução verde que ocorre no Rio Grande do Sul está alicerçada na formação de florestas de qualidade, com boas práticas de manejo, destinada a usos múltiplos e garantia de sustentabilidade", afirma o presidente da Ageflor, Roque Justen.

Mostra Florestal

A área da Mostra Florestal será aberta à população e incentivará principalmente a visita de escolas para que os estudantes conheçam o setor florestal gaúcho, sua história, sua importância econômica e social, além dos produtos fabricados a partir de matéria-prima florestal para que com isso haja uma desmistificação dos impactos gerados pelos plantios. Uma das atrações da Mostra Florestal será o Jogo da Floresta. A atividade interativa simula um tabuleiro gigante com uma trilha com florestas nativas e plantadas. Em algumas das casas do tabuleiro há uma ordem a ser cumprida, em função de uma atitude a ser tomada em relação ao meio ambiente. O objetivo do jogo é que os visitantes da Mostra compreendam de forma lúdica os diversos papéis das florestas, especialmente os de proteção e produção, mostrando que ambos são importantes.

Fórum Internacional do Agronegócio Florestal

Com programação formada por painéis, palestras e reuniões-técnicas, o Fórum Internacional do Agronegócio Florestal acontece entre os dias 22 e 25 de abril e irá discutir temas estratégicos para o desenvolvimento do setor, particularmente nos países do Mercosul, com análise de relevantes questões ambientais, sociais, econômicas e tecnológicas a fim de promover o intercâmbio técnico e científico. Em debate, os desafios e oportunidades para as atividades de base florestal, o desenvolvimento sustentável e a Legislação Florestal brasileira.

Eventos Paralelos

Entre os encontros paralelos à realização da Feira da Floresta está a reunião ordinária da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Silvicultura do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), que tem confirmada sua agenda de para o dia 23 de abril de 2009, em Gramado. A Câmara Setorial está composta por 30 entidades, destacando-se entre estas 12 associações relacionadas à produção de florestas, como a AGEFLOR (Associação Gaúcha de Empresas Florestais). É estrutura do Conselho Nacional do Agronegócio, órgão colegiado consultivo que tem por finalidade articular, entre os setores públicos e privados, o planejamento e implementação dos instrumentos institucionais de promoção do agronegócio brasileiro. A Associação Brasileira de Florestas Plantadas (ABRAF) e as associações estaduais também promovem seus encontros durante a Feira.

Já no dia 24 de abril, a Associação Gaúcha de Engenheiros Florestais (AGEF) realiza o “Fórum das Associações de Engenheiros Florestais do RS” do qual participarão além da AGEF, a Sociedade Santamariense de Engenheiros Florestais (Santa Maria), a Associação de Engenheiros Florestais da Quarta Colônia e a Sociedade dos Engenheiros Florestais Autônomos do Rio Grande do Sul. Outras entidades que farão suas reuniões são a Associação de Engenharia de Segurança no Trabalho, o Sindicato dos Técnicos Agrícolas do Rio Grande do Sul, Associação Gaúcha de Professores Técnicos do Ensino Agrícola e a SARGS (Sociedade de Agronomia do Rio Grande do Sul) que promove reunião preparatória ao XXVI Congresso Brasileiro de Agronomia.

Mais informações

Para mais informações sobre a Feira da Floresta e inscrições, visite o site www.feiradafloresta.com.br. A inscrição antecipada garante acesso preferencial na chegada no evento sem a necessidade de enfrentar filas no local para preenchimento de cadastro. A visitação à área da feira de negócios e da Mostra Florestal tem entrada franca, mas requer inscrição. Já o Fórum Internacional do Agronegócio Florestal tem o número de vagas limitadas e um custo no valor de R$ 100,00 (cem reais). Estudantes pagam R$ 30,00 (trinta reais), mediante apresentação de comprovante de matrícula. A inscrição no Fórum permite também visitação à Feira da Floresta. Grupos organizados de escolares podem visitar a Mostra Florestal, sendo necessária apenas uma inscrição a ser preenchida no site.

Assessoria de Imprensa | Feira da Floresta


0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa