27 de abr de 2009

Renda irlandesa é tema de seminário em Sergipe

A proposta do evento é sensibilizar as pessoas sobre a importância da continuidade do trabalho artesanal da renda irlandesa, que tem título de Patrimônio Cultural do Brasil
Aracaju - Com o objetivo de discutir a atual situação da renda irlandesa em Sergipe e o que pode ser feito para garantir a continuidade desse trabalho artesanal, será realizado nos dias 28 e 29 de abril, no auditório do Senac em Aracaju, o I Seminário de Discussão para o Plano de Salvaguarda da Renda Irlandesa'. O evento terá início às 8h30 e a entrada é gratuita...

Segundo o superintendente do Sebrae em Sergipe, Emanoel Sobral, entende-se por salvaguarda de um bem cultural de natureza imaterial o apoio a sua continuidade de modo sustentável. “O conceito compreende ainda medidas que buscam atuar no sentido da melhoria das condições sociais e materiais de transmissão e reprodução que possibilitam a existência desse bem, podendo representar desde apoio financeiro a detentores de saberes específicos, visando a disseminação do conhecimento, até a organização comunitária ou a facilitação de acesso as matérias primas”.

Está prevista a presença de aproximadamente 120 participantes, entre rendeiras e representantes das esferas estadual e municipais de governo, universidades, especialistas, Sistema S e terceiro setor. Durante os dois dias do seminário os participantes buscarão definir, nessa primeira discussão, as diretrizes gerais para o plano de ação voltado à proteção da renda irlandesa.

A programação do seminário enfocará questões como Salvaguarda do Patrimônio Cultural e desenvolvimento sustentável, Patrimônio cultural e economia criativa, Patrimônio cultural, turismo e novos modelos de gestão.

O evento está sendo promovido pela Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Ipham) em Sergipe, com apoio do Sebrae/SE, Prefeituras de Laranjeiras e Divina Pastora. O auditório do Senac está localizado na Avenida Ivo do Prado, 564, em Aracaju. Mais informações podem ser obtidas no site www.iphan.gov.br ou pelos telefones (79) 3211-9363, 3211-9321, 3211-9123 e 3211-9234.

Patrimônio Cultural

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) concedeu em novembro de 2008 o título de Patrimônio Cultural do Brasil ao modo de fazer renda irlandesa, tendo como referência as peças artesanais produzidas pelas artesãs do município de Divina Pastora (SE). O título é decorrente do trabalho realizado pelas rendeiras ligadas à Associação para o Desenvolvimento da Renda Irlandesa de Divina Pastora (Asderen). Fundada em dezembro de 2000, atualmente a associação conta com 87 integrantes.

Para Elizabete Raimundo Santos, presidente da Asderen, ter o trabalho reconhecido como Patrimônio Cultural do Brasil foi muito importante para as rendeiras de Divina Pastora. “Temos trabalhado com dedicação e começamos a colher os frutos dos nossos esforços. As vendas melhoraram bastante, as pessoas estão valorizando ainda mais a renda irlandesa. Cabe a nós, rendeiras, sabermos valorizar o título e nos esforçarmos ainda mais”, diz Elizabete.

Para que as rendeiras da Asderen tivessem o trabalho reconhecido nacionalmente, várias ações foram realizadas por instituições parceiras, como o Sebrae, por meio do Programa Artesanato Solidário, Iphan, Governo do Estado, Prefeitura de Divina Pastora, entre outros. As integrantes da associação tiveram acesso a capacitações, missões técnicas e empresarias, permitindo que amadurecessem, ainda mais, no ofício de rendeira.

Serviço:
Sebrae em Sergipe - (79) 2106-7700



0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa