12 de mar de 2009

Equipe da SDA se reúne com ABEF e informa abertura do mercado da Argélia

O Secretário de Defesa Agropecuária (SDA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Inácio Kroetz, esteve hoje (11/3) na sede da Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frangos (ABEF), em São Paulo. Segundo o Secretário, está sendo concretizada a abertura do mercado da Argélia para as exportações de frango cozido. Na segunda-feira (16/3) estarão disponíveis, no ministério, os certificados sanitários.

“Esta é uma excelente notícia, ainda mais porque a Argélia é um importante mercado comprador”, destacou o Presidente Executivo da ABEF, Francisco Turra.

Inácio Kroetz, durante o encontro, confirmou que foi retomado o processo de para a abertura do mercado da Indonésia, que pode apresentar oportunidades a curto prazo.

Outra importante notícia sobre novos mercados diz respeito à Malásia. Kroetz informou que o governo daquele país manifestou a disposição de enviar uma missão ao Brasil para inspecionar frigoríficos e dar andamento ao processo de abertura deste mercado.

Com relação à China o secretário destacou que não há mais nenhuma pendência da parte do ministério da Agricultura com relação às autoridades do país asiático.

O titular da SDA esteve na ABEF para uma reunião técnica acompanhado de alguns membros de sua equipe, entre eles Ari Crispim, assessor da Secretaria, e Ezequiel Liuson, fiscal federal da SIPAG-SP (Serviço de Inspeção dos Produtos de Origem Agropecuária), quando debateu questões do setor exportador de carnes com representantes de frigoríficos. Também estiveram presentes, além da ABEF, a União Brasileira de Avicultura (UBA) e a Associação Brasileira dos Exportadores de Carnes Industrializadas (ABIEC).

No encontro foram discutidas questões ligadas ao setor, como a inspeção federal. Kroetz destacou que uma prioridades da SDA é agilizar os processos de liberação de produtos. “A Secretaria está sempre aberta ao diálogo com os representantes da área de carnes”, acrescentou.

O Presidente Executivo da ABEF, por sua vez, informou ao Secretário a preocupação do setor com os milhares de profissionais que os frigoríficos precisam contratar para auxiliar nas atividades de inspeção. E lembrou que a Associação, diante da impossibilidade de novos concursos públicos para fiscais federais, já propôs aos ministérios da Agricultura e do Planejamento a criação de uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que, contratada pelo Governo Federal, reuniria esses especialistas.

“As empresas associadas à ABEF empregam 215 mil pessoas, e milhares estão exercendo essas atividades”, frisou Turra. O titular da SDA elogiou a proposta da ABEF.


0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa