1 de mar de 2009

Corte de subsídios proposto por Obama sofre críticas nos EUA

Estadão - CHARLES ABBOTT - REUTERS

WASHINGTON - Wally Darneille tem quatro palavras para a proposta do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, de encerrar o subsídio direto aos produtores agrícolas norte-americanos: "Isso é uma insanidade."

"Acho que realmente vamos pelo caminho errado", acrescentou Darneille, chefe de uma cooperativa de algodão pertencente a um agricultor em Lubbock, Texas. Um esquadrão de legisladores e grupos de agricultores concordam com ele.

Os opositores dizem que a proposta vem na hora errada e interfere em agricultores que formam três quartos da produção agrícola. Dois senadores que há muito tempo apoiam reformas nos subsídios se opõem à proposta de Obama.

Como parte de seu orçamento para 2010, Obama propôs interromper os subsídios diretos a agricultores com vendas maiores que 500 míl dólares por ano, para economizar 9,8 bilhões de dólares nos próximos dez anos.

Os pagamentos, que somam um total de 5,2 bilhões de dólares anuais, são pagos sem levar em conta cada colheita.

"Grandes produtores estão bem-posicionados para substituir esses pagamentos com fontes alternativas de renda dos mercados emergentes para serviços ambientais, como separação de carbono, produção de energia renovável e a provisão de ar limpo, água limpa e habitat para a vida selvagem", dizem os documentos orçamentários da Casa Branca.

Críticas ao plano de pagamento direto ofuscaram uma proposta conjunta para um teto de 250 mil dólares por ano de pagamento de subsídios.

"Grandes agricultores... acho que eles serão prejudicados", afirmou Daryll Ray, um economista da Universidade do Tennessee.

Um agricultor pode obter 500 mil dólares em vendas em 885 acres de milho ou em 2.250 acres de trigo com baixo rendimento.

Aproximadamente 126 mil produtores norte-americanos têm vendas superiores a 500 mil dólares por ano, de acordo com o Departamento de Agricultura.

"Fizemos algumas contas, e não demorará muito para chegar a esse teto", afirmou Tim Bartram, que administra 400 acres de trigo em Guthrie, Oklahoma. "Eles estão mostrando um real desconhecimento sobre agricultura."

A proposta de Obama enfrenta oposição no Congresso, que tomou o controle sobre políticas agrícolas nos últimos anos.

(Reportagem adicional de Karl Plume em Grapevine, Texas, Edição de Russell Blinch e Ted Kerr)

0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa