23 de abr de 2009

Setor turístico faz megapromoções para driblar crise

Para driblar a queda no número de brasileiros que planejam viajar para o exterior, as operadoras de turismo estão apostando em uma combinação de descontos agressivos, flexibilidade no pagamento e mimos para os clientes.

Segundo Leonel Rossi, diretor da área internacional da Abav (Associação Brasileira de Agências de Viagens), no primeiro bimestre houve queda de 30% nas vendas de pacotes internacionais. Para Rossi, o principal efeito da crise é a queda de preço e as promoções devem aumentar em abril. "O preço tem caído bastante por conta da crise. Quando a aeronave decola, você não recupera o assento do avião vazio, e o mesmo vale para o quarto de hotel."..

A CVC afirma que fechará o ano com alta de 15% nas vendas, impulsionadas principalmente pelo turismo doméstico. As vendas de pacotes internacionais caíram cerca de 15% no primeiro bimestre por conta da alta do dólar. Na semana passada, a empresa fez uma promoção de vendas de pacotes domésticos com pagamento em dez vezes, entrada de R$ 1 e desconto de 50% em passagens da TAM. Segundo Valter Patriani, presidente da operadora CVC, a meta era vender 45 mil pacotes, mas foram comercializados mais de 90 mil.

A operadora planeja fazer uma promoção similar para pacotes internacionais em abril. "Vamos ter um megafeirão de viagens para o exterior. Vamos focar mais nas rotas da TAM, parcelando em dez vezes, com R$ 1 de entrada. No atual momento do mercado, o consumidor não quer o preço normal, ele quer comprar promoção", afirmou Patriani.

Segundo dados do Banco Central, os gastos de turistas brasileiros no exterior caíram 24% em janeiro na comparação com igual mês do ano passado e somaram US$ 743 milhões. Os estrangeiros que visitam o Brasil também estão gastando menos. Em janeiro, houve queda de 17% em relação a igual mês do ano anterior, com um total de US$ 492 milhões.

Criatividade

Rossi destaca que países como os Estados Unidos, onde os efeitos da crise econômica são mais agudos, têm se esforçado mais para atrair os turistas. "A Disney está oferecendo promoções do tipo "pague quatro noites e leve sete". Já há hotéis de luxo em Nova York oferecendo três diárias pelo preço de duas."

Simone Caladrin, gerente de vendas da Agaxtur, diz que aumentou a procura por destinos como Buenos Aires, Santiago e Montevidéu. A operadora fez uma parceria com a Gol em que o segundo passageiro tem o bilhete grátis -só paga a taxa de embarque.

Mesmo quem costuma contar com público cativo anda lançando mão da criatividade para aumentar a demanda. A Tia Augusta Turismo, operadora com tradição em viagens para adolescentes nos Estados Unidos, lançou uma promoção para meninas que completam 15 anos com viagens à Disney.

O prazo de pagamento foi alongado para 15 vezes sem juros em um cartão de crédito específico, e elas têm direito a mimos de acordo com a preferência dessa faixa etária, sem custo adicional.

"Fizemos pesquisas para ver o que agradaria. Elas ganham camisetas, mochila, festa de aniversário, os pais podem acompanhar a viagem on-line e ainda têm direito a um paparazzo, pois elas gostam da vida de celebridade", explica Yara de Paula, gerente de vendas.

Segundo ela, nesse segmento, a concorrência entre as operadoras é grande e os mimos a mais fazem a diferença.


0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa