15 de abr de 2009

MDA inaugura entreposto de mel em Turmalina (MG)

MDA inaugura nesta quarta-feira (15), no Vale do Jequitinhonha (MG), um empreendimento que aumentará a comercialização de mel e de cera de abelha da região.
O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) inaugura nesta quarta-feira (15), no Vale do Jequitinhonha (MG), um empreendimento que aumentará a comercialização de mel e de cera de abelha da região. Trata-se de um entreposto, projeto que reúne os produtos de uma série de apicultores para facilitar o comércio da produção. A inauguração será na às 14h, no município de Turmalina/MG (Av. Pau Brasil, 1259). A obra é resultado do investimento de R$ 1 milhão do Governo Federal, sendo R$ 600 mil aplicados pelo MDA na construção do entreposto e outros R$ 400 mil investidos pelo Ministério da Integração Nacional (MIN) na compra de equipamentos.

De acordo com o delegado do MDA em Minas Gerais, Rogério Correa, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) firmará convênio com as associações de apicultores familiares para a compra do mel, que será destinado ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). “Isso vai beneficiar os produtores, que terão garantia da compra de parte da produção, e os estudantes, que receberão o mel como suplemento à alimentação que consomem nas escolas públicas", explica.

A construção do entreposto é um empreendimento interterritorial que atenderá todos os municípios do Alto Jequitinhonha e também alguns municípios que integram o Território da Cidadania do Médio Jequitinhonha. A expectativa é que o entreposto comercialize a produção de cerca de 500 famílias da região, residentes em 30 municípios.

Novas oportunidades

Segundo o articulador do Território do Alto Jequitinhonha, Vagner Alves de Abreu, o entreposto mudará a realidade da apicultura na região, uma vez que o gargalo na produção de mel no Alto e Médio Jequitinhonha é justamente a comercialização. “O empreendimento será certificado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e, com essa certificação, ficará muito mais fácil dar vazão aos produtos”, afirma.

Ele acrescenta que começaram as negociações com a Cooperativa Sem Fronteiras e com a Organização Não-Governamental (ONG) Comércio Justo para a exportação dos produtos. O entreposto será gerenciado pela Associação dos Apicultores do Vale do Jequitinhonha (Aapivaje). Já a comercialização será feita pela própria Associação e pela Cooperativa dos Apicultores do Vale do Jequitinhonha (Coopivaje).


0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa