15 de abr de 2009

FIEAM anuncia construção do Barco Samaúma 2

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI/AM) construirá dentro de um ano mais um barco Samaúma para ampliar os serviços de educação profissional nos municípios do Estado. A construção da 2ª unidade móvel fluvial está orçada em R$ 9 milhões. A afirmação foi feita ontem pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), Antonio Silva, ao participar da assinatura de renovação do convênio entre o SENAI e Petrobras. De acordo com o convênio, a Petrobras fica responsável pelo abastecimento de diesel para os deslocamentos do atual Barco Samaúma para os municípios amazonenses. O Samaúma atende em média seis municípios por ano com cursos de qualificação profissional. Para o presidente da FIEAM..., a parceria com a Petrobras é vital, porque o combustível fornecido pela empresa permite que o trabalho atinja as localidades mais distantes do Amazonas. Antonio Silva destacou o trabalho social realizado pelo Samaúma, que, além do conhecimento, leva cidadania às pessoas que, com o diploma conquistado, têm condições de inserção no mercado de trabalho ou de abrir o seu empreendimento. O Samaúma 2, destacou o presidente da FIEAM, será construído com recursos da Confederação Nacional da Indústria (CNI). O novo barco vai permitir ao SENAI aumentar o atendimento para 12 municípios, com a manutenção da reconhecida qualidade de seus cursos. “O Samaúma 2 será construído com várias inovações tecnológicas com área para internet, tratamento sanitário e energia solar”, disse o presidente. O gerente geral da Unidade da Petrobras, no Amazonas, Luíz Ferradans Matto, aprovou os resultados da parceria e disse que o convênio com SENAI é um dos projetos da empresa em responsabilidade social. “A parceria existe há sete anos e pretendemos agregar nos valores nos próximos anos”. O Samaúma, segundo Matto, busca melhoria da qualidade de vida das pessoas e a contribuição para fixação do homem em sua localidade. O Barco Samaúna completou 30 anos em fevereiro. Para o diretor Regional do SENAI, Adercy Maruoka, ao longo desses anos, as parcerias têm sido fundamentais para o sucesso das atividades, possibilitando intensificar a proposta de levar educação profissional as comunidades carentes, além de promover a cidadania. O barco possui cinco salas de aula, seis oficinas, sete camarotes, cozinha, com refeitório, seis banheiros, depósitos, secretaria, sala de comando e atua com 15 profissionais. O Samaúma promove, entre outros, cursos de pedreiro, confeiteiro, mecânico de motor a diesel, marcenaria, informática básica e avançada, instalador hidráulico residencial, mecânico de motocicletas, educação alimentar (Cozinha Brasil), modista costureiro, qualidade no atendimento ao cliente, camareiro e garçom.



0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa