23 de mar de 2009

Produtos baianos serão expostos em feira regional

Região sul do estado será representada por empresas, associações e cooperativas de móveis e alimentos

Cátia Gomes
Salvador - Móveis, produtos à base de mandioca e mel, além do famoso cacau fino, estarão na I Mostra Nacional de Desenvolvimento Regional, que começa nesta terça-feira (24), em Salvador. Esses produtos serão representados na mostra pelos projetos desenvolvidos no extremo sul baiano pelo Sebrae. Os produtos serão expostos em 20 stands, todos retratando traços culturais marcantes de suas regiões de origem.

A expectativa de quem vai participar do evento é grande. O mandiocultor Corjesus Fórneas, do município de Medeiros Neto, acredita que levar a mandiocultura para a mostra é como colocar o produto numa vitrine. “Esta é uma oportunidade de mostrar que a mandioca é um produto que gera emprego e renda nesta região”, afirma...

Corjesus também lembra que a parceria do Sebrae foi uma ferramenta fundamental para o projeto. Ele ressalta ainda o apoio do superintendente do Sebrae Bahia, Edval Passos, para o desenvolvimento da mandiocultura na região. Durante a mostra, os subprodutos da mandioca, como bolo, biscoitos e beiju, serão preparados para o público.

Além da mandioca, outro produto que vem gerando emprego e renda no extremo sul da Bahia é o mel. Para Rogério Lopes Pereira, apicultor de Itanhém, a oportunidade de divulgar a produção da agricultura familiar, através da apicultura, é muito importante. “Porque esta é uma atividade agrícola ecologicamente correta”, disse Rogério. O apicultor comentou ainda que, em 10 anos de atividade, o projeto se desenvolveu só depois da parceria com o Sebrae.

A apicultura é a atividade do extremo sul baiano que participará da rodada de negócios na mostra. A rodada reunirá 50 produtores, entre associações e cooperativas e potenciais compradores pré-selecionados, o que resultará em uma comercialização significativa após o evento, disse Paulo Andrade, gestor do projeto Apis Extremo Sul pelo Sebrae.

É o que espera Sérgio Bremem, presidente da associação apícola de Mucuri – Apicom. Para ele, a rodada de negócios vem firmar todo o trabalho de quatro anos da cooperativa de apicultura e meliponicultura da região – Coopamel. “Esta é uma oportunidade ouro que estamos ganhando com a parceria do Sebrae”, afirmou Bremem.

O projeto Madeira e Móveis também estará na mostra. Para Ivone Reblim, presidente da Eunápolis Associação Moveleira (Eunamóvel), participar do evento será a chance de mostrar aos empresários baianos a capacidade, talento e força para competir com preço, qualidade e produtividade. “Esse é o nosso maior sonho, conseguir conquistar o gosto e a preferência de todos os baianos levando a marca Eunamóvel a todo canto do estado”, ressaltou Ivone Reblim.

Claurilda Patez, gestora do projeto de madeira e móveis da microrregião de Eunápolis, explicou que a Eunamóvel vem utilizando os recursos e as estruturas que foram viabilizadas pelo Ministério da Integração Nacional no distrito industrial do município. E que o Sebrae vem disponibilizando ações para o desenvolvimento da atividade na região, principalmente através da cultura da cooperação.

Se o objetivo da mostra é viabilizar iniciativas de desenvolvimento regional no país, o cacau não poderia ficar de fora do evento. Pedro dos Anjos, produtor de cacau cooperado, disse que a expectativa de participar da mostra é grande. “Porque expor o cacau fino é uma conquista da cooperativa. Graças ao apoio do Sebrae estamos tocando o projeto cacau do Vale do Jucuruçu", disse Pedro dos Anjos.

Serviço:
Sebrae/BA - (71) 3320-4300
english

0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa