23 de mar de 2009

Fimec 2009 inicia amanhâ mostrando a evolução tecnológica do complexo calçadista

A 33ª Feira Internacional de Couros, Produtos Químicos, Componentes, Máquinas e Equipamentos para Calçados e Curtumes reúne, nos pavilhões da Fenac S/A, em Novo Hamburgo, entre os dias 24 e 27 de março, o que há de mais moderno no setor do couro e calçado. Reconhecida como uma das duas maiores feiras do mundo, ao lado da Asia Pacific Leather Fair, de Hong Kong, a Fimec apresenta os principais lançamentos e tendências em produtos e serviços de aproximadamente 1.200 marcas.
São dezenas de países expositores representando todos os continentes, dispostos a transformar as incertezas do atual momento econômico mundial em novas oportunidades de negócios e em desenvolvimento. Em quase 40 mil metros quadrados de feira deverão circular milhares de visitantes altamente qualificados, movimentando a cadeia produtiva e garantindo o conceito de evolução da moda e da tecnologia que deverá marcar esta edição...
Os expositores, empresários, compradores e demais profissionais dos diversos segmentos encontrarão uma grande estrutura disponível na Fimec 2009. Uma das principais novidades neste ano fica por conta da climatização total da Fenac, portanto incluindo os pavilhões 4, 5 e 6, os únicos que ainda não contavam com este conforto. Este investimento, que vem acompanhado de uma nova subestação de energia elétrica, permitiu um novo redesenho da área disponível, fazendo com que todos os expositores estejam devidamente acomodados e usufruindo das condições apropriadas para uma grande feira.
“A Fimec é a oportunidade ideal neste momento para que os empresários do mundo inteiro tenham acesso às novas tecnologias, aos equipamentos mais modernos e a todas as novidades do setor. Precisamos ser criativos para conquistar novos mercados e superar os desafios impostos pelo mercado internacional. Por isto a edição 2009 certamente será marcada pelo sucesso. A Fimec vem crescendo ano a ano e assumimos o compromisso de torná-la a principal feira mundial do setor”, destaca o diretor-presidente da Fenac, Ricardo Michaelsen.

Empreendedorismo - A Fimec foi criada na década de 70 por homens de visão empreendedora para a época, num momento em que a indústria calçadista brasileira se encontrava em um desenvolvimento acelerado, porém carente de tecnologia. A primeira edição aconteceu de 9 a 13 de novembro de 1974, com a participação de 138 indústrias de 12 países. Desde então o evento não parou de crescer e atravessou de maneira sólida os mais diversos momentos da economia, incluindo crises do setor, problemas nacionais, ameaças às exportações e crises internacionais. Todas estas dificuldades serviram para fortalecer ainda mais esta feira que é marcada por um alto padrão de profissionalismo e volume de negócios.

Entidades - Um dos motivos para os ótimos resultados apresentados anualmente pela Fimec é a união das entidades em torno deste evento que em 2008 contou com visitantes de 48 países: África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Áustria, Bélgica, Bolívia, Burkina Faso, Canadá, Chile, China, Colômbia, Costa Rica, Egito, El Salvador, Equador, Eslovênia, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Guatemala, Holanda, Hong Kong, Índia, Indonésia, Inglaterra, Itália, Japão, México, Paraguai, Peru, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Dominicana, República Tcheca, Rússia, Síria, Sri Lanka, Suiça, Taiwan, Tunísia, Turquia, Ucrânia, Uruguai e Venezuela, além do Brasil.
Historicamente a Fimec sempre contou com papel decisivo das entidades que atuam no setor coureirocalçadista. “Os benefícios destas parcerias já estão comprovados há muito tempo e vamos buscar de forma permanente um fortalecimento desta integração com todas as entidades, além do conjunto da sociedade de Novo Hamburgo”, lembra o diretor-executivo da Fenac, Elivir Desiam.
A Fimec 2009 conta com a participação da ABECA - Associação Brasileira de Estilistas de Calçados e Afins; ABQTIC - Associação Brasileira de Químicos e Técnicos da Indústria do Couro; ABRAMEQ - Associação Brasileira das Indústrias de Máquinas e Equipamentos para os Setores do Couro, Calçados e Afins; AICSUL - Associação das Indústrias de Curtume do Rio Grande do Sul; ASSINTECAL - Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos; CICB - Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil; IBTeC - Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos e apoio da ACI-NH/CB/EV - Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, e Centro Universitário Feevale.

Informações: www.fimec.com.br


0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa