17 de abr de 2009

Empresa exporta plástico sustentável

A Arteplas produz fios e cordas de poliéster a partir de garrafas PET. A matéria-prima é fornecida por catadores de material reciclável. Ela quer ampliar as vendas ao exterior e buscar novos mercados.

Arteplas pretende ampliar capacidade produtiva em 2010
São Paulo - Maior recicladora de garrafas plásticas da América Latina, a Arteplas, que transforma o material em cordas e fios de poliéster, quer aumentar as vendas externas dos atuais 10% da produção para 40% até o final de 2009. A fabricante exporta há mais de dez anos para Chile, Peru, Bolívia, Venezuela, Uruguai, Colômbia e acaba de fechar os primeiros negócios com os Estados Unidos. Além disso, está em busca de novos mercados.

“Estamos sempre atentos a novas oportunidades de negócios e parcerias. Nossos produtos têm boa aceitação no mercado externo principalmente pela questão ecológica, já que nossa matéria-prima é 100% reciclada”, diz Mayckon Rossi, responsável pelo departamento de exportação da empresa. Os planos para o futuro também incluem investimentos em infraestrutura. “Se alcançarmos a meta de aumento das exportações estaremos com nossa capacidade produtiva, de 600 toneladas mensais, no limite. Por isso já estamos estudando a compra de novas máquinas para aumentar nossa produção”, afirma.

O material utilizado pela Arteplas para a fabricação dos produtos, mais de 8 mil toneladas de garrafas PET por ano, chega de diversos pontos do país, principalmente das regiões Norte, Nordeste e Sudeste. “A Arteplas destaca-se por apresentar uma gestão empresarial moderna e focada em resultados, sempre agregando aos clientes os valores relacionados ao cuidado com o meio ambiente e à conscientização para a importância de se reciclar”, destaca Rossi.

As cordas são o carro-chefe da indústria
Com um faturamento anual de R$ 28 milhões, a Arteplas gera 400 empregos diretos, além de ganhos para terceiros. "Dessa forma, conseguimos proporcionar mais qualidade de vida a famílias de baixa renda e para comunidades que trabalham na coleta de garrafas PET”, observa Rossi.

Fundada em 1973 no município de Itajaí, em Santa Catarina, a Arteplas Artefatos de Plástico cresceu e conquistou destaque no segmento de produção de cordas para diversos setores: transporte, pesca, agricultura, pecuária, construção civil, esportes e serviços náuticos, entre outros.

Já o fio de poliéster, fabricado desde a década de 90, é utilizado na indústria para a fabricação de correias transportadoras, correias de transmissão, mangueiras, lonas e outros tecidos plastificados, linha de costura, cintos de segurança, cadarços, redes de pesca, cordas e cabos navais.

Os fios de poliéster são fabricados desde os anos 90
A Arteplas também produz uma fibra sintética composta por hastes de multifilamentos de PET indicadas para misturar ao concreto e ou argamassas, no setor de construção civil, e garantir resistência à tração em todas as direções, propriedades que o concreto e argamassas convencionais não possuem.

Selo ecológico

Recentemente a Arteplas recebeu o selo ecológico Falcão Bauer, do Instituto Falcão Bauer de Qualidade, garantindo aos consumidores o desempenho sustentável de produtos e equipamentos.

Agora, todos os "ecoprodutos" que levam a marca Arteplas serão identificados com esse símbolo, aos moldes das certificações existentes na União Européia e na Austrália. Para receber o selo ecológico, a Arteplas passou por um processo de avaliação, desde o processo de fabricação até testes em laboratórios aprovados pelo Inmetro.

O produto final é obtido com consumo de energia 70% menor do que a necessária para a produção de material virgem. Na análise de ciclo de vida, os produtos Arteplas foram considerados de bom desempenho ambiental no que se refere ao produto e ao processo produtivo, conforme relatório de auditoria feito pelo Instituto Falcão Bauer e estudos realizados.

Contatos

Site: www.arteplas.com.br
E- mail: arteplas@arteplas.com.br
Telefone: (47) 3341-4000


0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa