7 de abr de 2009

Oportunidade de negócios - O couro das rãs e seu aproveitamento

Quando esfolamos as rãs e não tiramos os couros já abertos, eles saem como um canudo ou, como são denominados normalmente, em "bolsa" ou em "luva". A primeira providência é abri-los na região ventral (barriga) ou na dorsal (costas), de acordo com o desejo do comprador. Esses couros, logo após a esfola, são chamados de "couros verdes".

Depois de abertos, podemos:

- colocá-los em um refrigerador, dependendo do tempo que vamos conservá-los, até serem vendidos ou curtidos;

- salgá-los e colocá-los em refrigerador;

- salgá-los e esticá-los, deixando secar à sombra;

- simplesmente esticá-los e deixá-los secar à sombra.

Em todos os casos, esticá-los de modo a que tomem a melhor forma possível, para valorizá-los, ou seja, procurando esticá-los mais no sentido da sua largura, para que alcancem maior cotação no mercado. Para a comercialização, devemos separá-los em lotes, de acordo com o seu tamanho, cor, etc. e embalá-los em fardos. Não devemos nunca pulverizar os couros com nenhum tipo de inseticida.

Comercialização dos couros

Os couros são um subproduto das rãs, embora suas possibilidades de comercialização sejam as maiores, pois são resistentes, bem macios (quando curtidos) e com belos e caprichosos desenho naturais que os tornam bastante bonitos e atraentes. Podem ser utilizados tanto pela sua face dorsal (costas) quanto pela ventral (barriga), de acordo com o desejo do comprador ou a sua aplicação.

São usados para a confecção de artigos finos e de luxo, como carteiras, bolsas, luvas, cintos, etc., bem como para a fabricação de belas e luxuosas encadernações de livros. Podem ser vendidos verdes, secos ou curtidos.

Classificação dos couros de rã

São eles classificados por tamanhos, nas seguintes categorias, sendo as medidas tomadas transversalmente, ou seja, pela sua largura.

Categoria e Tamanho :

1ª - 9 a 14cm,

2ª - 15 a 19cm,

3ª - 20 a 25cm.

Como no Brasil as rãs são abatidas, em geral, com 150 a 250g, seus couros atingem somente 9 a 14cm, sendo os de menor valor, pois o seu aproveitamento também é menor, sendo necessário costurar vários deles, uns nos outros, para obtermos as confecções desejadas. Entretanto, muito criadores brasileiros abatem as rãs com um peso maior, conseguindo não só uma produção maior de carne, como couros mais valiosos, em geral, ficando entre 15 a 19cm.
autor: Redação RuralNews

0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa