7 de abr de 2009

Embrapa mostra sua tecnologia no Marrocos

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) vai participar, neste mês, de uma feira do setor agrícola no Marrocos. A instituição vai mostrar suas tecnologias no Salão Internacional da Agricultura do Marrocos (Siam), entre os dias 22 e 27 de abril, em Meknès, no país árabe. As informações são de Claudio Bragantini, coordenador da Embrapa-África, que tem escritório em Acra, capital de Gana.

A Embrapa terá uma participação institucional na mostra e também vai apresentar suas tecnologias para o semi-árido. “As condições de clima e solo do Marrocos são parecidas ao nosso semi-árido (no Brasil)”, diz Bragantini. A intenção da instituição de pesquisa é oferecer as tecnologias para o setor privado marroquino, já que, segundo o coordenador, a Embrapa já tem relações desenvolvidas com o setor público no Marrocos.

Bragantini, que fica no escritório da Embrapa em Acra, estará em Meknès representando a instituição. A Embrapa vai participar de um estande do Brasil. No local serão distribuídos folders, mostrados banners e DVDs sobre o trabalho da empresa e a agricultura brasileira. A Embrapa existe desde a década de 70 e desde lá desenvolve pesquisa agrícola. A instituição teve papel chave para tornar o Brasil líder mundial em tecnologia agrícola tropical.

Essa será a terceira edição do Salão Internacional de Agricultura do Marrocos. A participação brasileira foi um pedido do Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, que recebeu o convite do rei do Marrocos, Mohammed VI, durante sua viagem ao país africano no começo deste ano.

A Embrapa já desenvolve cooperação com o Marrocos. Bragantini lembra que já esteve pelo menos duas vezes no país árabe desde a abertura do escritório em Gana, em 2008. A cooperação normalmente se dá com treinamento e cursos, ministrados por profissionais da Embrapa, em universidades marroquinas. Neste caso, porém, as áreas de atuação são alta tecnologia, como transferência de embriões, melhoramento genético e cruzamento genético.

O Marrocos tem 14,7% do seu Produto Interno Bruto (PIB), que é de US$ 90,4 bilhões, atrelado à agricultura. Entre os trabalhadores, 44% estão no setor agrícola. O país produz, no campo, cevada, trigo, frutas cítricas, vinho, hortaliças, azeite e também tem criações de gado. No ano passado, a economia do país árabe cresceu 5,3%.
Fonte: ANBA


0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa