7 de abr de 2009

Aqüicultura brasileira, um negócio com enorme potencial de crescimento!

O Brasil produz atualmente 220 mil toneladas de peixes e 65 mil toneladas de camarão através deste processo, mas, se depender das projeções apresentadas no relatório publicado pela Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação, este número deverá estar em torno de 21,4 milhões de toneladas em 2030. E razões para atingirmos esta marca não faltam: quantidade e qualidade das águas brasileiras, a grande diversificação nos insumos utilizados na produção de ração, o crescente número de empreendedores e a multiplicidade de espécies. A China hoje ocupa o primeiro lugar com 71% da produção mundial. E vale lembrar que esta é uma atividade com excelentes perspectivas na geração de negócios diretos e indiretos, como é o caso dos fabricantes de ração. Atualmente existem apenas 70 empresas dedicadas a este segmento. O Brasil conta com outra grande vantagem frente a seus concorrentes europeus. As espécies cultivadas aqui consomem ingredientes de origem vegetal e subprodutos da indústria (o caso da indústria de carne), enquanto seus pares na Europa dependem da produção de farinha e do óleo de peixe.
fonte: Portal do Agronegócio - redação: Blog do Barzan


0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa