26 de mar de 2009

PROJETO DE ALAVANCAGEM DO MERCOESTE - Você sabe o que é?

Este projeto representa uma estratégia de desenvolvimento regional a partir da aglutinação de forças empresariais, políticas e comunitárias, num amplo processo de mobilização social. Os recursos para sua execução, nas fases iniciais, são aportados pela CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA, através do SENAI – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial.

A iniciativa obedece à lógica geo-econômica dos Eixos de Integração do Governo Federal, no caso o Eixo Oeste e o Eixo Araguaia - Tocantins, razão porque abrange os estados do Acre, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Tocantins, região a que o Ministério da Integração Nacional chamou de Centro-Oeste Expandido...

A gestão do projeto, relativamente à concepção, execução e monitoramento, é exercida, integralmente, pelo COMITÊ GESTOR DO MERCOESTE, do qual fazem parte: Sistema FIETO, Sebrae, Governo do Estado, instituições financeiras e não-governamentais.

A sua metodologia está baseada na identificação das oportunidades de negócio e seu aproveitamento pelos empreendedores regionais, principalmente, por meio do associativismo empresarial.

O Projeto é desenvolvido em três fases:

DIAGNÓSTICO DO MEIO PRODUTIVO

Através do levantamento e constituição de uma base de dados, primários e secundários, que habilitem a compreensão do panorama econômico e ofereça sugestões de alavancagem de cada cadeia produtiva, tendo como referência os seguintes “indicadores”: universo das empresas, mercado, fornecedores, relações com instituições de apoio competitivo, recursos humanos, tecnologia, gestão, capital, informação, operações. Os perfis das cadeias, assim elaborados, serão submetidos à validação dos principais atores do desenvolvimento estadual;

CONCEPÇÃO E EXECUÇÃO DE PROJETOS DE ALAVANCAGEM

Em conjunto com os demais atores, obedecendo a uma hierarquia de potencialidades, nos níveis: macroeconômico (infra-estrutura, educação, saúde, habitação, saneamento básico e transportes); mesoeconômico (relações das cadeias produtivas e os agentes econômicos) e microeconômico (relações entre empresas e destas com o mercado consumidor). A finalidade destes projetos é a melhoria dos sistemas produtivos vigentes bem como sua veiculação em fóruns de potenciais investidores;

CRIAÇÃO DE UMA ESTRUTURA DE SUSTENTAÇÃO DOS PROJETOS

concebidos na fase anterior, de caráter não financeiro, capitaneada pelo setor privado, mas capaz de estabelecer relações produtivas com o poder público.

Mais informações: Coordenação do Posto Avançado / (63) 3228.5589

mercoeste@fieto.com.br/ www.bndes.gov.br


0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa