24 de mar de 2009

Brasileiros buscam mercado na Ásia

A China irá concluir o calendário internacional de feiras do setor calçadista para o primeiro trimestre deste ano. De 31 de março a 02 de abril acontece a edição para o outono/inverno 2009/2010 da Fashion Access, no Hong Kong Convention & Exhibition Centre. A mostra, realizada pela Asia Pacific Leather Fair (APFL), é considerada o caminho de acesso comercial à China e ao Sudeste da Ásia. Nesta edição, o estande coletivo organizado pelo Brazilian Footwear abrigará as marcas Stéphanie Classic, Biondini, Bibi, Piccadilly, Werner, Pegada, Andacco, Luiza Barcelos e Dilly. De modo individual participará a Via Uno...
Esta será a terceira participação brasileira na Fashion Access com o apoio do Brazilian Footwear - Programa de Promoção às Exportações, desenvolvido pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) em parceria com a Agência de Promoção às Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Em outubro de 2007, o Programa organizou uma missão prospectiva que contou com a presença de algumas empresas, cujo objetivo era avaliar a possibilidade de uma ação mais concreta naquela região.
Uma das empresas que está retornando à feira é a Q.Sonho (Três Coroas/RS), fabricante da marca Stéphanie Classic, que expõe pela terceira vez e esteve na missão comercial de 2007. Conforme o diretor Fábio Spohr, a continuidade e persistência estão dando frutos. “Integrar esta feira é uma maneira de atingir nosso objetivo de expansão de negócios”, avalia. Segundo ele, a cada edição consegue atingir um comprador importante. “Já entramos em mercados como Malásia, Taiwan, Japão e Filipinas”, informa.
Para Paulo Alfredo Petry Júnior, gerente de vendas da Biondini (Três Coroas/RS), a Fashion Access é uma feira global, trazendo clientes da Ásia, Oceania, sul da África e até mesmo da Europa, e nos obrigamos a ter um mix bem variado de produtos. Esta também será a quarta participação da empresa na Fashion Access. “A última edição da feira registrou poucos resultados, como visitação e novos contatos abaixo do esperado. Mas temos boas expectativas para esta edição parque a do primeiro semestre do ano passado foi positiva. Os mercados que buscamos em especial são os países asiáticos e a expansão dos trabalhos na Austrália”, explica Júnior.
Está será a segunda participação da Calçados Bibi na Fashion Access. Andrea Kohlrausch, gerente de vendas da empresa, comenta que embora a feira tenha um foco mais voltado para acessórios e calçados femininos, a empresa está investindo no futuro. “Buscamos aumentar nossos relacionamentos comerciais com importadores na Ásia e estamos ainda em fase experimental”. Na primeira participação, a Bibi levou a coleção primavera/verão e serviu como base para ponto de encontro com importadores atuais. A partir da Fashion Access de março, o alvo da empresa será a prospecção de novos clientes.
“A feira é, por excelência, local onde se conhecem novos clientes e contatos, além de potenciais distribuidores especializados em bens de consumo ocidentais na China”, explica Heitor Klein, diretor executivo da Abicalçados. Ele lembra que na Fashion Access de outubro do ano passado, os brasileiros geraram negócios na ordem de US$ 800 mil.
Em 2008, a participação da Ásia no total exportado pelo Brasil não chegou a quatro por cento no volume. Dos 165,7 milhões de pares enviados ao exterior, 5,6 milhões foram para aquele continente. De janeiro a fevereiro deste ano, o porcentual aumentou e foi de 6,48%. Dos 28,2 milhões de pares, 1,6 milhão de pares foi para aquela região.

ASCom Abicalçados / Brazilian Footwear
Elizabeth Renz
imprensa@abicalcados.com.br
Caren Souza
caren@abicalcados.com.br
24 de março de 2009
english

0 comments:

Postar um comentário

Resultado da pesquisa